Matinê do Bielzinho CPX ‘O RETORNO’ tem participação especial do MC Cabelinho

Evento que antes se realizava no clube Everest foi transferido para o espaço Show de Bola, em Inhaúma Após um ano sem matinê, em busca de preservar sua imagem, investir

Matinê do Bielzinho CPX ‘O RETORNO’ tem participação especial do MC Cabelinho

Evento que antes se realizava no clube Everest foi transferido para o espaço Show de Bola, em Inhaúma

Após um ano sem matinê, em busca de preservar sua imagem, investir em novas produções e expandir sua carreira, MC Bielzinho do Cpx voltou com o evento no segundo domingo de outubro, dia 9. A matinê, que antes acontecia na quadra do Everest, que foi realizado no espaço Show de Bola, na Rua Teixeira de Macedo, número 54, em Inhaúma, das 17:00h à meia-noite. Para marcar o retorno, MC Cabelinho, do Pavão-Pavãozinho, e três DJs participaram do evento, que vai passar a acontecer uma vez por mês, com preço popular de R$ 5,00, para homens e mulheres. “O preço é popular, não queremos colocar ‘a faca no peito do morador’: a intenção da festa não é levantar dinheiro, e sim trazer o público que já conhece o meu trabalho, para ouvir meu novo som” – explica o cantor.

Gabriel Teixeira descobriu o talento musical aos 12 anos, quando brincava de rimar com os amigos. Hoje, aos 19 anos, busca influenciar crianças e jovens da região a correr atrás e lutar pelos seus sonhos. “Sem a música, não sei o que seria de mim hoje”, contou o jovem. As letras, todas de sua autoria, falam de fatos reais, de histórias vividas por moradores do Complexo do Alemão e de outras favelas, o que para ele acaba se tornando fácil, pois é nascido na comunidade da Fazendinha e conhece bem a rotina dos moradores.

O primeiro clipe oficial do MC, com o hit ‘O Famoso Rei da Nota’, foi lançado há dois meses e tem tocado na rádio FM O Dia. A música fala de ostentação e o refrão é assim: “Nossa tropa tá passando / nós para a festa toda / ídolo dos ‘menor’ / e sonho de todas ‘garota’. / De moto eu passei a mil, / é certo rolar fofoca. / Lá vai, / o famoso rei da nota”. O clipe, que está disponível no canal Roda de Funk Oficial, já atingiu 30 mil visualizações. Segundo o empresário do jovem, Marco Antonio Soares, a música do Bielzinho alcança atualmente os estados do Espírito Santo, Belo Horizonte, Rio Grande do Sul e outras regiões do Brasil.

Conhecido no mundo da música como Marquinho e com 20 anos no ramo, Marco Antonio Soares trabalha com o MC Bielzinho há um ano e encontrou o jovem através do Menor do Chapa, um dos 18 MCs que ele já assessorou. “Ele é um bom garoto, acredito na história e, principalmente, no talento dele. Ele quer sair de casa, cantar, defender o trocado dele, dar uma condição de vida melhor para a mãe, para o irmão. Ele tem uma história de vida, de luta, que pode mudar da noite para o dia, através do rap” – entusiasma-se o empresário.

Para Bielzinho, ter Marquinho assessorando o seu trabalho foi um divisor de águas. “Uma carreira bem assessorada é outra coisa, hoje estou muito melhor com a ajuda do Marquinho. Ainda não tenho patrocínios, nem investidores. Na correria sou eu, ele e Deus”, disse o MC.


Foto: Renato Moura/Jornal Voz da Comunidade

Nas matinês, Bielzinho chega a cantar mais de 20 músicas, a maioria delas, de sua autoria. Nas músicas o compositor registra a rotina dos moradores. “Algumas já são bastante conhecidas na comunidade. Por exemplo, na ‘Realidade do Complexo’ eu falo assim: Complexo, puro lazer, / ‘mas porém’ violento, / quem tá lá fora não sabe de nada, / só se sabe quem vive aqui dentro. / Ó, mó tormento, / ele está agredindo o morador / tá pensando que todo mundo é bandido,/ aqui também tem trabalhador. Que ‘caô’, falaram que o morrão ia melhorar, / mas desse jeito só vai piorar, / quero saber onde isso vai parar. / Eu prefiro ficar tranquilo dentro da minha casa, / porque na rua não arrumo nada, / só bala perdida que vira achada”. Já na música ‘Clima tenso no Morro’, o refrão é: Dia tenso no morro, dia de operação, / morador tudo em casa, com o coração na mão. / O filho está na laje, soltando uma pipa, / a mãe tá preocupada com a bala perdida” – cantou o MC.

Em uma de suas composições, Bielzinho cita algumas das principais comunidades do Complexo do Alemão; na ‘Sequência das Pedrada’, ele mostra a paixão por sua favela. E ele ainda cantou um trecho durante a entrevista ao Voz da Comunidade: “Vou dar um giro no morrão / que eu sei que tá tranquilão, / já parei na Fazendinha / pra falar com meus irmão. / E, na continuação / eu já fui na Alvorada, / falei com as ‘criancinha’ / e com a rapaziada. / Os amigos me falaram, / pode ir que tá maneiro. / Já passei na Rua Dois / e embiquei no Coqueiro,/ já desci no Chuveirinho / e já passei na Sabino. / Agora acabei de ver / que o CPX tá lindo”. O compositor contou ainda que os moradores se identificaram com a letra e essa música se tornou sucesso na comunidade.

Instagram: @mcbielzinho_cpx
Twitter: @McBiielzinhoCpx
Contato para show: (21) 96482-7999

Deixe comentário