Projeto audiovisual educativo é atração no Complexo do Alemão

Após ganhar sua primeira sala de cinema, o Complexo do Alemão recebe, desde o final de maio, o projeto Educativo Tela Brasil com o intuito de aproximar professores e alunos

Após ganhar sua primeira sala de cinema, o Complexo do Alemão recebe, desde o final de maio, o projeto Educativo Tela Brasil com o intuito de aproximar professores e alunos da rede pública da linguagem audiovisual. Oficinas de vídeos para jovens, workshops, debates e exibições de filmes fazem parte da programação que vai até dia 17 de junho.

“Percebemos que nosso principal público é o aluno da rede pública de ensino. E também há o interesse de muitos professores, que entram no portal e fazem o download do material pedagógico referente aos filmes. Ou seja, já havia uma sinergia espontânea entre o nosso projeto, amparado na busca de reflexão e de formação de plateia, e o universo da educação”, explicou a cineasta Laís Bodanzky à Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro. Ela e o também cineasta Luiz Bolognesi (realizadores dos filmes Bicho de Sete Cabeças, Chega de Saudade e As Melhores Coisas do Mundo) são os idealizadores da iniciativa, que já passou por mais de 340 cidades do país e proporcionou oficinas de cinema para aproximadamente 1400 jovens.

Nesta edição, 6075 pessoas assistiram aos filmes exibidos até o momento. A programação continua com o cineasta e educador Henry Grazinoli que vai ensinar, num workshop no próximo sábado (11/6), como montar um cineclube na escola. O ator global Paulinho Vilhena também conversa com os alunos da oficina de vídeo.

As inscrições ainda podem ser feitas pelo site http://www.telabr.com.br/

Deixe comentário