Filmes produzidos por moradores de comunidades serão exibidos na ONU, em Nova York

Filmes em 360º produzidos por jovens comunicadores moradores de comunidades do Rio de Janeiro serão exibido na Assembléia Geral na ONU nos dias 24 e 25 de setembro em Nova York

Filmes produzidos por moradores de comunidades serão exibidos na ONU, em Nova York

O cotidiano, a memória e as narrativas da favela experienciados a partir da ótica e vivência de seus próprios moradores está no centro da história em 360º “Descolonize o olhar” selecionada para terceira edição do programa MY World 360°, uma coleção de histórias imersivas produzidas por jovens de todo o mundo. O filme realizado pelo GatoMÍDIA, Coletivo Papo Reto e com a coprodução da Agência Naya, AilurosStudio e Nugrau360º será exibido na sede das Nações Unidas em Nova York, durante a Semana de Alto Nível da Assembléia Geral da ONU, de 23 a 27 de setembro, coincidindo com a primeira Cúpula dos ODS. A Cúpula dos ODS reunirá chefes de estado e de governo de todo o mundo para analisar de maneira abrangente o progresso na implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A playlist MY World 360° é apresentada pela Campanha de Ação dos ODS das Nações Unidas, a Digital Promise Global e o Oculus do Facebook e esse ano inclui vozes de jovens da Argentina, Brasil, Hong Kong, Índia, Quênia, Uganda e Estados Unidos com foco em Ação Climática e Redução de Desigualdades.

O filme realizado pelo GatoMÍDIA, Coletivo Papo Reto e com a coprodução da Agência Naya, AilurosStudio e Nugrau360º será exibido na sede das Nações Unidas em Nova York.

“Descolonize o olhar” revela os desafios, complexidades e potências de quem vive em comunidade através dos lugares de deslocamento de Bira Carvalho, que ficou cadeirante aos 21 anos após levar um tiro. Partindo da experiência de imersão no seu dia a dia e da necessidade de registrar em imagem os flagrantes da vida que encontra nos becos e vielas, o filme traz outras percepções do território para além da narrativa da violência.

Também será exibido em outubro deste ano o filme “A minha vida é aqui” produzido em parceria com o programa MY World 360. O curta retrata a trajetória de Lúcia Cabral, professora e assistente social que se tornou referência para crianças e jovens em sua comunidade ao aliar tecnologia e cuidado com o meio ambiente. Conhecida por todos como Tia Lucia, sua principal missão é assegurar para as gerações futuras o legado da favela como um espaço de inspiração, solidariedade e intensa relação humana.

Deixe comentário