Mestre muda a vida de jovens do Proença Rosa através das artes marciais

“Eu não ensino apenas a como lutar aqui dentro, mas como lutar lá fora, na vida”

Mestre muda a vida de jovens do Proença Rosa através das artes marciais

Na comunidade do Proença Rosa em Honório Gurgel, zona Norte da cidade do  Rio, com apenas quatro meses de projeto, o professor de artes marciais Marlon Mamede vem transformando a vida dos alunos e da comunidade através do Muay Thai.

As favelas do Rio estão cercadas por violência, desemprego, falta de assistência, entre outros tantos outros problemas sociais. Em meio a tanta ausência das autoridades públicas, o professor de artes marciais e barbeiro Marlon Mamede, ou apenas mestre Mamede como é conhecido no Proença Rosa, está sendo peça fundamental na vida de diversas crianças e famílias da comunidade por meio do Muay Thai.

Trajetória do professor

Mamede, de 30 anos, foi criado na favela Guaxindiba Coelho Neto, há cinco anos mora no Proença Rosa e contou um pouco sobre sua trajetória. “O esporte me ajudou a sair das ruas da favela. Comecei também através de um projeto social e o esporte me ajudou a focar, me tornei lutador profissional de MMA. Para uma criança, jovem ou adulto, fazer uma arte marcial está saindo no valor de 80 reais, muitos da nossa comunidades não têm esse valor, é uma grande desigualdade social”.

Vilma Ribeiro/Voz das Comunidades

Começo do projeto

Por isso que Marlon decidiu criar o projeto, como uma forma de dar aos moradores esta mesma oportunidade que teve de praticar uma luta e sem nenhum tipo de custo. Apenas a dedicação e respeito ao esporte como forma de pagamento.

O lutador usa suas economias da profissão de barbeiro para comprar os equipamentos de treino. Antes de formar seu projeto no Proença Rosa, o professor comandava as aulas na Vila Olímpica de Honório Gurgel mas perdeu o espaço. E com ajuda do líder comunitário Bruno Silva, em outubro conseguiu um galpão que estava inutilizado para voltar aos treinos. 

Comunidade envolvida

Atualmente, o professor tem mais de 200 alunos de diferentes bairros do Rio de Janeiro, que vão até a comunidade do Proença Rosa participar das aulas. O local é simples, com muitas goteiras em tempos de chuva, mas sobra carinho, esperança e vontade de mudar aquela realidade. O projeto se sustenta através de doações de alunos e moradores da localidade.

“O projeto é importante para a nossa comunidade, o professor veio com vontade de ensinar e ser inspiração para nossas crianças, e a comunidade o abraçou. Faz muita diferença na vida destas pessoas, porque é algo que ajuda a localidade que é esquecida pelas autoridades. Crianças, mães, pais, comerciantes, todos hoje acreditam no projeto e tentam ajudar de alguma forma”, contou Bruno.

Foto : Acervo Pessoal

A luta continua

“A caridade é dom de Deus, faço por amor. É gratificante ver o que tá acontecendo, ver o sorriso no rosto destas crianças por estar aprendendo uma cultura diferente, algo que eles não tiveram acesso. Não por opção, mas porque ninguém trouxe para eles. E isso aqui é uma forma de mostrar algo diferente que a comunidade tem para oferecer (…) Eu não ensino apenas a como lutar aqui dentro, mas como lutar lá fora, na vida.”

Vilma Ribeiro/Voz das Comunidades

Para mais informações ou de doações para o projeto, é só entrar em contato pelo número 021 983412354 (Bruno Silva) ou através das redes sociais do Mamede Fight Team @projetomft.