Museu do Samba vai selecionar e premiar ações de samba e hip-hop nas favelas

Com inscrições até 20 de agosto, o Projeto Insurgentes – Tecendo Teias Culturais visa ampliar a visibilidade de ações culturais em favelas e periferias do Rio

Foto: Renato Moura / Voz das Comunidades

No momento da transformação social de moradores e nas comunidades cariocas, o incentivo à arte e a produção cultural tem sido um dos mecanismos mais essenciais dentro desses territórios.

Com intuito de ampliar a visibilidade e reconhecer os benefícios gerados por essas ações, o Museu do Samba lançou o Projeto Insurgentes – Tecendo Teias Culturais, com o apoio do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal, que visa escolher e premiar iniciativas de samba e hip-Hop nas favelas do Rio de Janeiro. 

O Projeto Insurgentes – Tecendo Teias Culturais premiará iniciativas de samba e hip-hop nas favelas do Rio de Janeiro.
Foto: Reprodução

Com inscrições até 20 de agosto pelo site do Museu do Samba, o programa selecionará 50 iniciativas e premiará cinco agentes culturais e ações culturais de todas as regiões do município do Rio de Janeiro.

Para participar, os projetos precisam ter, como base, o samba e suas conexões com outras culturas. Além disso, a apresentação precisa ser feita em formato de rodas de rima, partido alto e Hip-Hop.

Em caso de dúvidas, pode-se fazer contato pelo email [email protected]