Neste domingo, projeto audiovisual contra a violência feminina será transmitido no Alemão

Realizado pelo Observatório de Favelas, a produção audiovisual será transmitida hoje (21) na parede do Teleférico às 18h30

Neste domingo, projeto audiovisual contra a violência feminina será transmitido no Alemão

Foto: Reprodução

Em um país onde a cada dois minutos uma mulher é agredida, projetos que discutam a integridade feminina são essenciais para combater a violência contra o gênero. Promovendo esse compromisso com o bem-estar da população que representa a maior parcela de habitantes no Brasil, o Observatório de Favelas em parceria com o GatoMídia realiza, neste domingo (21), a exibição do audiovisual Cenas DELAS, uma produção que debate essa temática dentro das famílias e dos domicílios. Para evitar aglomerações na comunidade, o vídeo será transmitido às 18h30 na parede do Teleférico, no alto do Morro do Alemão, a partir de uma projeção.

A discussão dentro dos domicílios é fundamental. Pois, de acordo com os dados do Atlas da Violência de 2020, a cada 6h23min uma mulher é morta dentro de casa. Para discutir essas temáticas, o projeto selecionou, através de um edital de novembro de 2020, cinco artistas mulheres para desenvolverem trabalhos poéticos audiovisuais com foco na sensibilização e redução da violência contra mulheres.

Câmeras de (in)segurança por Érica Sansil, uma das cinco artistas mulheres
Foto: Divulgação



Para Raquel Willadino, diretora do Observatório de Favelas, o programa é uma das prioridades dos indicadores de segurança pública no país.

“A iniciativa “Cenas DELAS” buscou apoiar produções artísticas que visam à sensibilização sobre o tema da violência de gênero, da letalidade feminina e da afirmação do direito à vida das mulheres, priorizando marcadores de gênero, sexualidade, raça, classe social e território. No Programa de Direito à Vida e Segurança Pública, temos produzido processos de incidência política articulados com intervenções artísticas para pautar a desnaturalização e a redução da violência contra mulheres”, explica.

Você pode conferir mais informações do projeto audiovisual na página do Observatório de Favelas e também conhecer as trajetórias das artistas selecionadas para a produção do vídeo.