No jogo de empurra de órgãos públicos, buraco da Itaóca segue sem solução

Enquanto os órgãos responsáveis não resolvem o problema, a população que paga alto essa conta, afinal é do bolso do morador que saem os impostos para a manutenção dessas calçadas

No jogo de empurra de órgãos públicos, buraco da Itaóca segue sem solução

O Voz das Comunidades está há mais de um mês mostrando o transtorno que moradores do Complexo do Alemão vêm passando com um enorme buraco na calçada ao lado da Escola Municipal Professor Afonso Várzea. O buraco tem endereço completo, está localizado na avenida Itaóca, 2.086, em Inhaúma, na cidade do Rio de Janeiro, RJ, CEP 21061-020.

Fomos atrás dos órgãos responsáveis, mas, as respostas não foram as mais satisfatórias e mostram o jogo de empurra e não soluciona. A Secretaria Municipal de Conservação, em nota, afirma que a Light seria responsável pelo buraco: “O buraco é na calçada e não na rua. Por lei, a responsabilidade é da empresa que fica nessa calçada, ou seja, a Light. A Subsecretaria de Conservação informa que vai enviar equipe na próxima semana ao local para vistoriar e notificar a Concessionária a fazer o reparo”.

Já a Light, também por meio de nota, afirma que a prefeitura seria responsável pelo reparo no buraco: “A conservação e consertos das calçadas/vias públicas é de responsabilidade da Prefeitura da cidade”.

A CEDAE, que também enviou nota para o Voz, informa que uma equipe “irá ao local em até 24 horas para verificar e atuar caso seja rede da Companhia”. E, antes da publicação desta matéria, enviou outra nota com atualização sobre a verificação do problema, informando que equipe já esteve no local “e constatou tratar-se de arriamento em galeria de águas pluviais (GAP), que não é de responsabilidade da Companhia.”

Enquanto os órgãos responsáveis não entram em um acordo para assumir as responsabilidades pelo problema do buraco que segue aberto na calçada, é a população que paga alto essa conta. Afinal, é do bolso do morador que saem os impostos para a manutenção de calçadas.