Noite de violência no Alemão completa três anos sem culpados declarados

Durante ação policial em 2018, três moradores foram vítimas de bala perdida na comunidade

Foto: Rene Silva

Há três anos, em uma noite lembrada pela violência e desespero durante uma ação policial no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio, três moradores perderam a vida e entraram para estatísticas de mortes ocasionadas em operações de agentes do Estado.

Naquele dia, José Roberto da Silva, de 54 anos, Maria Lúcia da Costa, de 54 anos, e Benjamin, que ia completar dois anos de idade, foram mortos com tiros em meio ao fogo cruzado.

De uma forma violenta e rotineira, as operações policiais de 2018 seguiram ao desfecho dessa história. De acordo com levantamento especial realizado por alguns meios de comunicação e núcleo de estudos sobre violência, naquele ano, mais de 6 mil pessoas foram mortas em confronto policial.

Segundo informações, não houve declaração de culpados, com hoje completando 1.080 dias. Os moradores foram registrados como vítimas de balas perdidas.