Veja o calendário de ônibus da Justiça Itinerante para Maré e Manguinhos

De forma gratuita, iniciativa visa aproximar os moradores das questões jurídicas e oferecer assistência

Foto: Vilma Ribeiro / Voz das ComunidadesFoto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

Na quarta-feira (19), um serviço essencial de assistência e amparo social retorna às comunidades do Maré e Manguinhos: Justiça Itinerante. O programa coordenado pela Divisão de Justiça Itinerante e Acesso à Justiça (DIJUI), que utiliza um ônibus como central de atendimento. A partir dele, é possível levar todas as questões jurídicas até os bairros mais vulneráveis no Rio de Janeiro e busca auxiliar os moradores no entendimento dos seus direitos e das leis. 

Após um período de pausa no ano passado em razão da pandemia do coronavírus, o ônibus da Justiça Itinerante estaciona nessas comunidades para realizar o atendimento da população local. Todos os serviços oferecidos pela iniciativa são de forma gratuita, pois, além de contribuir com as dúvidas e as demandas dos moradores, visa aproximar e manter a cultura do judiciário mais próxima destas localidades. 

Dentro dos serviços disponíveis na ação, há a área de Varas Familiar (assuntos relacionados à família, como guarda, divórcio, pensão alimentícia e outras), registro civil, Juizado Especial Cível (que abordam as questões sobre Defesa do Consumidor).

Documentos

No dia do atendimento você deverá levar tudo o que puder comprovar as suas alegações, como: certidão de nascimento, casamento, identidade cópia de contratos, de sentenças e/ou acordos feitos em Juízo, notas promissórias, notas fiscais, fotos, recibos ou qualquer escrito que possa servir de prova para ajuizamento de ação, nomes e endereços das pessoas e das firmas envolvidas na questão.

Para saber a documentação completa para os demais serviços oferecidos pela Justiça Itinerante, basta acessar ESTE LINK.

Endereço completo e calendário

O atendimento vai ser feito no endereço a seguir:  Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), localizada na Rua Leopoldo Bulhões nº 1480. Para o Complexo da Maré e Manguinhos.

Foto: Divulgação