A volta do Everest Atlético Clube de Inhaúma

Após mais de dois anos, prefeitura do Rio oficializou a nova sede do clube

A volta do Everest Atlético Clube de Inhaúma

Foto: Selma Souza / Voz das Comunidades

Neste ano de 2021, o tradicional clube do bairro de Inhaúma, Everest Atlético Clube, retoma suas atividades, após mais de dois anos fechado. Os treinos do clube se realizarão em sua nova sede, a antiga foi demolida pela prefeitura do Rio de Janeiro.

A cerimônia de inauguração do novo espaço foi realizada no dia 27 de dezembro de 2020 e contou com a participação de membros da diretoria do clube, do comitê de transição do novo Everest e representantes da prefeitura. Dessa forma, oficializou-se a volta do Everest Atlético Clube de Inhaúma, com a transferência da posse do novo local ao Everest. 

O clube teve sua sede tradicional, e o estádio Adhemar Bebiano, demolidos em fevereiro de 2018. O ex-prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) optou pela utilização do terreno da antiga sede do clube, que pertence ao município, para a construção do condomínio habitacional Parque Everest, destinado a moradores que tiveram suas casas afetadas e interditadas pela Defesa Civil em razão das chuvas.

Fundado em 1915, o Everest é patrimônio do bairro de Inhaúma e tem sua contribuição na história do futebol carioca. Já fora das 4 linhas, o Everest teve que lutar muito para que a bola pudesse voltar a rolar. As obras começaram em março de 2020, contudo, foram paralisadas devido à pandemia e chegaram a ficar sem nenhuma previsão de retomada.

Na época, em entrevista ao Voz das Comunidades, o diretor financeiro do clube, Michel Carmona, informou que as obras foram desaceleradas também pela falta de repasse da prefeitura.

Depois de todos os contratempos, em novembro de 2020, as obras foram retomadas. O atual prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), garantiu ao clube a sequência das obras, com conclusão prevista para o final do primeiro semestre de 2021.   

Novo Everest

Nesta retomada, o clube lançou a campanha Novo Everest. O intuito da campanha não é só de recomeço no futebol do clube, mas também de uma nova identidade para com o bairro de Inhaúma e as comunidades em torno do Everest. Todo o clube vai estar se mobilizando para atender a demanda dos moradores de Inhaúma com serviços de assistência social.

O ex-jogador e atual presidente do clube, Nicolau João Neto, de  77 anos, comentou essa transformação da identidade do Everest. “Temos que nos profissionalizar para mudar a mentalidade do Everest. Tocar o clube com uma identidade social, atendendo a comunidade de Inhaúma, Alemão e adjacências. Porque antes o Everest era muito fechado, até mesmo por questões financeiras, mas com essa nova estrutura, vamos conseguir mudar isso, e colocar o Everest no lugar onde ele tem que ficar”.   

Dentro de campo, o Everest pretende fazer de tudo para voltar a disputar uma competição oficial, o que não acontece há mais de cinco anos. Segundo o presidente Nicolau João Neto, o clube projeta já utilizar as novas instalações, mirando jogar a quarta divisão do futebol do Rio em 2021. A nova sede do clube fica próximo ao quarto centenário, na saída 6 da Linha Amarela.