Ação Fala Preta promove evento social voltado para jovens negras

O evento acontece hoje (25), das 18h às 21h, e as atividades estão relacionadas à saúde, estética, e também empoderamento feminino
Brasília - Marcha das Mulheres Negras Contra o Racismo, a Violência e pelo Bem Viver em Brasília, reúne mulheres de todos os estados e regiões do Brasil (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Brasília - Marcha das Mulheres Negras Contra o Racismo, a Violência e pelo Bem Viver em Brasília, reúne mulheres de todos os estados e regiões do Brasil (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Foto: Reprodução

Segundo a linha de pensamento de Angela Davis, toda a estrutura da sociedade se movimenta quando uma mulher negra está em movimento. Com esta ideologia como norte, a ação Fala Preta — que surgiu no ciclo de 2020 dentro da Agência de Redes para Juventude — realiza, hoje, o primeiro encontro entre jovens afrodescendentes de 14 a 25 anos que moram nas periferias do Rio de Janeiro para debater temáticas essenciais para o empoderamento feminino. O encontro acontecerá através da plataforma online Zoom, das 18h às 21h. 

Em um formato prático que reúne as jovens em um momento de fala e escuta, a ação Fala Preta centraliza os debates da atividade nas temáticas de saúde, estética e assuntos que visam empoderar a fala e a presença delas. Além disso, a atividade social traz algumas personalidades negras para conduzir a discussão.

Evento promoverá debate entre jovens periféricas com temáticas de empoderamento feminino.
Foto: Reprodução.

Para Naiara Pinheiro, de 26 anos, psicóloga e uma das idealizadoras do Fala Preta, o local é um espaço onde a troca de experiências e de realidades são livres. Planejado em 2020 por ela e mais três colegas, esse será o evento que marca a estreia do projeto e a construção de um relacionamento mais próximo com as jovens. Naiara destaca que a ideia também incentivou o debate entre gerações. 

“A ideia era reunir adolescentes para debater sobre diversos assuntos, mas me surpreendi quando mulheres mais velhas mostraram interessa e vão estar conosco na ação. Desta forma, vamos ouvir e aprender com experiências reais, abrindo nosso leque de perspectivas”, explica.  

Para participar, a ação disponibilizou esta ficha de inscrição. O formulário também pode ser acessado no perfil oficial do evento no Instagram (@falapretarj). Caso a pessoa possua menos de 18 anos de idade, é necessário a autorização do responsável e também a assinatura dos direitos de imagem. Além destes destaques, o evento realizará um sorteio onde cinco jovens receberão um ensaio fotográfico.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]