Afonssico: Chefe de cozinha do Complexo do Alemão se reinventa durante à pandemia

Conheça a história do chefe de cozinha que, após perder o irmão para a Covid-19, encontrou forças para continuar a lutar pelo seu sonho
Afonssico-6

No Complexo do Alemão, Zona Norte da cidade do Rio, o chefe de cozinha, Gerson Afonso, reinventou-se durante o período de pandemia do novo coronavírus, após a perda do seu irmão mais novo em razão do agravamento da doença.

Gerson Afonso, de 43 anos, ou Afonsinho, como é conhecido por muitos na região do Complexo do Alemão, há 5 meses deu os primeiros passos da realização do seu sonho: ter seu próprio restaurante o “Afonssico“. Após trabalhar 18 anos como cozinheiro em hotéis renomados do Rio de Janeiro, decidiu montar seu próprio negócio. O que começou como uma pizzaria especializada em pratos com massa, tornou-se um restaurante gastronômico.

Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

“Desde garoto sempre foi um sonho ter meu restaurante. Porque desde novo eu cozinhava para os meus irmãos e fui pegando gosto por cozinhar. Observava minha mãe cozinhando e ela aos poucos foi me passando os toques. Daí fui crescendo com aquilo. Realizei meu sonho de trabalhar onde trabalhei e agora esse sonho. A cozinha não é mole. É para quem gosta mesmo e cai para dentro.”

Perda do irmão durante a pandemia

Durante esse período, veio a pandemia do novo coronavírus. Além do fechamento por 20 dias do seu restaurante, Afonso teve também de lidar com a perda do seu irmão, Gilson Duarte, de 40 anos. Gilson teve complicações de saúde causadas pelos sintomas da Covid-19. Ele não tinha histórico de problemas de saúde.

Poucos dias antes de contrair a Covid-19, Gilson chegou a jantar no restaurante do irmão mais velho. Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

“Logo no início da pandemia, quando meu irmão morreu, já foi um baque. Quinze dias após o falecimento dele, a minha irmã ficou 7 dias no respiradouro e meu cunhado 12. Pensei em desistir. Mas, graças a Deus, foi nisso que me reencontrei para recomeçar, mesmo com todos os acontecimentos.”

Recomeço de Afonso

Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

Após tudo isso, Afonso se reinventou em relação às atividades da pizzaria e, na parte da tarde, iniciou o seu restaurante com pratos executivos (pratos já definidos). A escolha dessa prática tem o intuito de também oferecer aos moradores a mesma experiência que os hóspedes de hotéis renomados, onde o chefe trabalhou.

Em razão da própria experiência pessoal com o novo coronavírus, Afonso redobrou ainda mais os cuidados que já existiam. Limitou a quantidade de clientes e intensificou a higienização contante do espaço e dos objetos utilizados.

Afonso vive a expectativa de investir ainda mais no seu restaurante e projeta grandes coisas para o futuro, como, por exemplo, um cardápio de vinhos acompanhando os pratos e retomar com mais força sua pizzaria.

Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

Não perca a oportunidade de experimentar as deliciosas comidas do “Afonssico”, que fica na Nova Brasília, próximo a antiga fábrica da TUFI. Peça também pelo Ifood !

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]