Cinco casas pegam fogo na Cidade de Deus e famílias pedem ajuda para recomeçar

Uma campanha de doação foi iniciada para ajudar as famílias que perderam tudo. Segundo moradores, uma vela pode ter iniciado o incêndio
Créditos: Neila Marinho
Créditos: Neila Marinho

Um incêndio destruiu cinco barracos na madrugada da última segundafeira (05) na localidade conhecida como Outeiro, na Cidade de Deus, zona oeste do Rio. Uma campanha de doação foi iniciada para ajudar as famílias que perderam tudo. Segundo moradores, uma vela pode ter iniciado o incêndio, mas também há suspeita de que um dos moradores esqueceu uma panela no fogo ao sair de casa.

Durante o incêndio uma jovem de 16 anos grávida de 8 meses passou mal e foi levada para o hospital. De acordo com a família da jovem, ela passou por avaliação médica e mãe e filho passam bem.

Cinco famílias perderam tudo após incêndio na Cidade de Deus. Créditos: reprodução

O morador Claudio Oliveira do Nascimento, de 45 anos, se machucou durante o incêndio e foi levado para a UPA com ferimentos leves, e já recebeu alta. Claudio trabalha como catador de recicláveis, é pai de uma menina de 5 anos e perdeu tudo no incêndio.

Uma corrente foi iniciada para ajudar essas famílias. Quem puder colaborar deve entrar em contato com a Ruth do Movimento de Amor as Crianças pelo wa.me/5521964714198.

O catador Claudio Oliveira do Nascimento pede ajuda para reconstruir barraco onde morava com a família. Crédito: reprodução

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]