Cinco casas são interditadas após deslizamento de terra no Complexo do Alemão

De acordo com a Defesa Civil, nas últimas 24 horas, o Corpo de Bombeiros foi acionado para mais de 90 ocorrências relacionadas às chuvas no estado

Foto: Maycom BrumFoto: Maycom Brum

Por: Melissa Cannabrava, Renato Moura e Victória Henrique

Cinco casas foram interditadas após deslizamento de terra na Rua Valmir (entrada 5), próxima a associação dos moradores do Morro dos Mineiros, no Complexo do Alemão, Zona Norte. O desastre aconteceu durante a chuva forte que atingiu a cidade durante o sábado (08). Segundo informações, duas residências foram atingidas e parte de uma das casas desabou. Mas nenhum morador se feriu. A Defesa Civil do Rio foi acionada pelo Voz das Comunidades e uma inspeção foi realizada pelos engenheiros.

Equipes da Subprefeitura da Zona Norte e da Secretaria de Assistência Social também atuaram no atendimento aos moradores das casas atingidas. O Complexo do Alemão, que conta com as sirenes do sistema de alerta, foi a comunidade com maior quantidade de chuva acumulada em três dias na cidade, com 145 milímetros em 96h. Foi também a que teve o maior volume em 24h, com 91,6 milímetros.

De acordo com a Defesa Civil, nas últimas 24 horas, o Corpo de Bombeiros foi acionado para mais de 90 ocorrências relacionadas às chuvas no estado. A maioria para cortes de árvores e salvamentos, como de pessoas ilhadas. Até o momento, não há registro de vítimas fatais. Em caso de emergência, ligue 199.

Informativo Cemaden-RJ

A atuação de uma Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) sobre a região Sudeste permanecerá ocasionando chuva constante, de intensidade fraca a moderada, em várias regiões do Estado do Rio de Janeiro ao longo de domingo (09/01) e segunda-feira (10/01).  Há previsão de acumulados pluviométricos entre 150 mm e 200 mm nas próximas 48 horas para estas áreas.

Recomendações da Defesa Civil de autoproteção para a população

● Verificar se há atualizações de avisos ou recomendações vigentes de proteção;

● Montar kit com itens pessoais básicos, documentos, receitas médicas, medicamentos de uso contínuo, cartão do SUS, entre outros;

● Verificar os locais que servirão de abrigo/ponto de apoio;

● Em caso de emergência, entrar em contato com o Corpo de Bombeiros (193) ou com a Defesa Civil local (199).

Nas questões de riscos geológicos:

● Estar sempre vigilante a qualquer movimentação no terreno;

● Se observar aparecimento de fendas ou depressões, rachaduras nas paredes, inclinação de árvores/postes ou surgimento de minas d’água, avisar imediatamente à Defesa Civil e deixar o local;

● Caso a moradia esteja localizada em área de risco alto ou muito alto, buscar abrigo na casa de amigo/parente que NÃO esteja localizada em área de risco ou no ponto de apoio mais próximo;

● Permanecer na casa de amigo/parente ou no abrigo/ponto de apoio até a Defesa Civil Municipal autorizar o regresso à moradia.