Cobrando justiça, familiares enterram Kathlen Romeu na tarde desta quarta-feira

A jovem, que estava grávida de 14 semanas, foi atingida por disparado de arma de fogo durante operação no Lins

Foto: Renato Moura/Voz das Comunidades

Na tarde desta quarta-feira (09), os familiares e amigos de Kathlen Romeu, de 24 anos, enterram o corpo da jovem no cemitério do Catumbi, Zona Central do Rio de Janeiro, a partir das 16h. Morta na última terça-feira (08), durante uma operação policial da Unidade de Polícia Pacificadora na Vila Cabuçu, em Lins de Vasconcelos (Zona Norte), a jovem estava grávida de 14 semanas.

Kathlen, que trabalhava como Designer de Interiores e também no ramo da moda, foi atingida por um disparo de arma de fogo enquanto visitava os parentes na comunidade do Lins. Segundo o relato dos moradores, o tiroteio aconteceu de forma inesperada e, em poucos instantes, os barulhos de tiros tomaram conta do bairro. Ontem, em protesto organizado contra a violência na região, também houve registro de intensos disparos.

Familiares, amigos e conhecidos compareceram ao sepultamento de Kathlen Romeu.
Foto: Renato Moura/Voz das Comunidades.

De acordo com o levantamento do Fogo Cruzado, uma plataforma digital colaborativa que registra dados de violência armada no Rio de Janeiro e Recife, das 681 mulheres atingidas por disparos de armas de fogo nos últimos quatro anos, 258 morreram. Quinze das baleadas estavam grávidas e oito morreram.