Com participação do criador digital Rony Oliveira, o espetáculo Musical Favela chega em sua segunda edição

A comédia musical “A gente não desiste” será apresentada às quartas-feiras até o dia 28 de abril por meio das redes sociais

Com participação do criador digital Rony Oliveira, o espetáculo Musical Favela chega em sua segunda edição

Foto: Musical Favela/Divulgação

Diferente de como é compartilhado na esfera do senso comum, as favelas são mais do que histórias com finais tristes que priorizam o sofrimento de pessoas faveladas. Na intenção de quebrar essa narrativa preconceituosa imposta nas comunidades do Rio de Janeiro, o espetáculo Musical Favela busca em sua segunda edição, em formato de comédia musical, apresentar vidas e experiências que se encaixam em qualquer cotidiano do Brasil.

Com a temática “A gente não desiste”, o espetáculo gravado na Casa de Show Imperator, Centro Cultural João Nogueira, será apresentado nas quartas-feiras até o dia 28 de abril no perfil do Instagram e no Facebook do Musical Favela. Idealizado e dirigido por Márcio Vieira, a edição neste ano conta com a participação especial do influencer Rony Oliveira, que vem recebendo destaque pelos conteúdos de interação.

Vinculado ao teatro desde cedo, Márcio lembra dos detalhes do dia em que a ideia de criar um espetáculo apresentando o universo favelado, que surgiu através de conversas diárias com os alunos sobre a narrativa violenta e espaços que as comunidades recebem.

“Então, eu dava aula na Central Única das Favelas (CUFA) e no Núcleo Teatro na Cidade de Deus. A ideia inicial surgiu com uma iniciativa dos próprios alunos que questionavam muito a forma de como era retratado morar em uma favela. Nisso, nos reunimos em rodas de debates e ali vi uma possibilidade de falarmos com um olhar de dentro, de quem vive aquilo. No final disso, uma das minhas alunas, uma senhora, me chamou e contou sua vida resumidamente e no final falou: ‘eu tenho meus problemas, mas tomo minha cervejinha, viu!? Não é só tristeza não”, comenta.

A segunda edição do espetáculo conta com a participação especial de Rony Oliveira.
Foto: Reprodução.

Depois desse estalo, ele relata que realizou uma pesquisa em outras favelas do Rio de Janeiro e redescobriu histórias de conquistas, alegrias, amores e, como acontece em todos os lugares do Brasil, tristezas e medos. Então, com o desejo de mostrar que as realidades das periferias podem ser a de qualquer lugar, o diretor convidou o seu amigo Rômulo Rodrigues para escrever os roteiros da peça. O projeto, que em sua primeira edição ficou 7 anos em cartaz, recebeu uma música produzida por Xande de Pilares, Gilson Bernini e o Brasil Quintal.

“A gente não desiste, né? É como diz a música feita para o espetáculo: A verdade da Favela é nossa voz! E vamos continuar gritando até o fim”, destaca.