Confira o calendário de vacinação infantil contra a Covid-19 de 7 a 9 de fevereiro

Desta segunda até quarta-feira, é a vez das crianças de 5 anos ou mais se vacinarem
Calendário infantil

A vacinação infantil estava suspensa pela falta de doses desde o dia 1 de fevereiro, mas retomaram o calendário na sexta-feira (4). Desta segunda (7) até quarta-feira (9), é a vez das crianças de 5 anos ou mais. Na sexta-feira e no sábado, crianças de 6 anos ou mais puderam se vacinar.

Nesta segunda, é a vez das meninas de 5 anos serem vacinadas, e amanhã (8), os meninos de 5 anos. Na quarta-feira (9), todas as crianças com 5 anos ou mais.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio reforça que meninas e meninos de 5 a 11 anos com deficiência e/ou comorbidades podem ser vacinados contra a Covid-19 a qualquer momento, independente do calendário. 

E quem ainda não se vacinou?

Também podem receber a imunização pessoas com 12 anos ou mais que não foram vacinadas contra a Covid-19 até o momento.

A aplicação da dose de reforço (DR) continua, para pessoas com 18 anos ou mais que tomaram a segunda dose há 4 meses ou mais. As unidades seguem aplicando a segunda dose, considerando o intervalo a partir da data da primeira aplicação.

O que é necessário levar?

Para receber a vacina, é necessário que a criança esteja acompanhada por um responsável e apresente o CPF e o cartão do SUS.

É importante reafirmar que a imunização de crianças e adolescentes é comprovadamente segura e tem eficácia contra o agravamento da Covid-19.

Confira, abaixo, o calendário:

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]