Creche Estrelinha faz vaquinha on-line para ajudar famílias de crianças atendidas no Alemão

O objetivo da vaquinha on-line é doar 100 cestas básicas, contendo frutas, legumes e verduras para as crianças que se encontram em situação de vulnerabilidade social e econômica, e com dificuldade em ter acesso a comida, em quantidade e qualidade
O objetivo da vaquinha online é doar 100 cestas básicas, contendo frutas, legumes e verduras para as crianças. Créditos: Aquivo pessoal
O objetivo da vaquinha online é doar 100 cestas básicas, contendo frutas, legumes e verduras para as crianças. Créditos: Aquivo pessoal

A pandemia não acabou e muitas família ainda precisam de ajuda nesse momento difícil. Pensando sempre no próximo, a dona da Creche Estrelinha, na localidade da Área 5 no Complexo do Alemão, está mobilizando a todos para ajudar diversas famílias que tem seus filhos assistidos no espaço.

O projeto tem como objetivo arredar 4.000,00 reais para comprar 100 cestas básicas, contendo frutas, legumes e verduras para as crianças que se encontram em situação de vulnerabilidade social e econômica, e com dificuldade em ter acesso à comida, em quantidade e qualidade.

Desta maneira, em parceria com Chaya Cozinha Vegetariana, criaram essa campanha para que possam arrecadar essa quantia em dinheiro e fazer a alegria dessas crianças e suas famílias de forma digna, direito que tem sido negado no momento que mais se necessita.

Quem quiser e puder ajudar basta doar uma quantia em qualquer valor através do link da vaquinha.

“Estamos tentando manter a segurança alimentar do Jardim Escola Estrelinha, que atua há 31 anos no Complexo do Alemão . Doações de legumes, verduras e frutas são muito difíceis . Por isso eu junto com Chaya Cozinha Vegetariana criamos uma vaquinha para angariar recursos. Nos ajudem.” Diz Carolina Marinho que está à frente do projeto.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]