Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Criado por morador da Vila Aliança, espetáculo Pele Preta – O Musical entra em cartaz no Rio

Pele Preta é um musical que retrata questões de gênero e raça de pessoas negras
Binho Cultura
Espetáculo é escrito e dirigido por Binho Cultura (Foto: Reprodução)

Há situações que só pessoas negras enfrentam em seus respectivos cotidianos. E são exatamente essas situações que são abordadas na peça teatral Pele Preta. Criado e dirigido por Binho Cultura. o espetáculo mergulha nas raízes culturais e religiosas, destacando a luta contra o genocídio e a valorização da diversidade.

Pele Preta aborda a discriminação enfrentada por uma jovem advogada, que denuncia um ato racista à polícia, e seu amigo gay também é vítima de uma atitude homofóbica pela mesma pessoa. A peça também retrata a trágica história de um pedreiro que é confundido com um criminoso e morto por um policial. A viúva vive uma revolta, desafiando expectativas e o próprio sistema.

“Assim é a forma de educação que acredito! O efeito Sankofa, como nos apresentou Abdias do Nascimento, nos faz olhar para traz e entender o agora, é disso que se trata Pele Preta. O racismo é um projeto que perdura há séculos e as ferramentas que o mantém vivo são a arte (teatro , literatura e cinema) como olhar das classes dominantes, a religião, a publicidade, os meios de comunicação e mais recentemente a TV e a Internet.”, defende Binho Cultura, escritor e diretor da peça.

Pele Preta entra em cartaz no teatro Ipanema, na Zona Sul do Rio de Janeiro. No palco são 10 atores e atrizes e 11 músicos, além da equipe de produção, técnicos e Produtor Musical, Cenógrafa, Figurinista, vale ressaltar que é um espetáculo majoritariamente preto, de artistas da Zona Oeste e Baixada Fluminense, a grande maioria composta de mulheres.

A pré estreia será exclusiva para alunos de escolas públicas e projetos no dia 5 de julho e a estreia será dias 6 e 7 no Teatro Ipanema às 20h. Dia 20 de julho, o espetáculo acontecerá no Theatro Bangu Shopping às 20h.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]