DESAPARECIDO: moradora do Alemão pede ajuda para encontrar filho de 14 anos

O jovem está desaparecido desde sexta-feira (04). A família já fez o boletim de ocorrência e está desesperada por notícias
WhatsApp Image 2020-12-08 at 15.15.51

Erick Apolinário, morador da Grota, localidade do Complexo do Alemão, está desaparecido desde sexta-feira (04). Segundo a mãe, Taiana Anastácia Vieira, a última vez que foi visto o menino estava em uma lanchonete em Niterói. Ela pede ajuda para encontrar o filho de 14 anos.

Taiana é mãe de 5 filhos, vende doces nas ruas de Niterói e sempre que sai leva seus filhos. Dessa vez, seu mais velho, Erick, acabou desaparecendo da sua vista. “Eu fui trabalhar vendendo doces em Icaraí e meus filhos sempre vão comigo. Na sexta-feira, como sempre fazemos, combinamos de nos encontrar, mas depois de uma hora e meia ele não voltou mais”, explica a mãe de Erick.

Os pais não conseguiram fazer Boletim de Ocorrência no mesmo dia. De acordo com a familia, para fazer o B.O foram orientados a percorrer aos hospitais da região e só foi possível emitir no dia 7.

A mãe está desesperada à procura de informações sobre seu filho. Parentes afirmam que Erick é um menino doce, educado, inteligente, que cantava no coral da igreja, bem sossegado. Também dizem que Taiana sempre saía com ele e seus irmãos, acompanhava eles em tudo, que é uma mãezona, e que todos estão angustiados, torcendo para que esse “pesadelo” termine o quanto antes.

Segundo Mayse Freitas, coordenadora, do Gas – Grupo Alemão Solidário, a família de Erick é uma das atendidas pelo projeto. Mayse comenta a aflição de ainda não ter notícias sobre o menino: “Ele estava em Icaraí junto com a mãe vendendo doces para sustento da família e desapareceu. A mãe dele é uma super mãe, cria muito bem os filhos dela, ela jamais perderia o filho dela, ela jamais sai de casa sem as crianças. O tempo está passando e ninguém tem noticias dele”.

Se você viu o Erick ou tem alguma informação, ligue para 98443 3886. Mas, atenção, a família está muito aflita e precisa de informações verídicas que levem ao paradeiro do menino.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]