Em formato inédito, projeto musical no Vidigal reuniu 10 artistas em web reality show

A ação Imersão Musical, do projeto 10Lumbre, iniciou dia 13 e terminou nesta sexta-feira (16)

Em formato inédito, projeto musical no Vidigal reuniu 10 artistas em web reality show

Foto: Selma Souza / Voz da Comunidades

Dentro das diversas possibilidades que a música carrega consigo, um dos principais mecanismos em evidência é a conexão entre culturas e de regiões em um país que possui uma expansão de mais de 8 milhões de quilômetros quadrados. Com intenção de vivenciar e expandir os aspectos dessa riqueza no Brasil, o projeto Imersão Musical, organizado pela iniciativa 10Lumbre, realizou um mergulho dentro do cenário artístico e convidou 10 artistas nacionais para conviverem entre si em um reality show em formato online na Casa de Vidro, no alto do morro da comunidade do Vidigal, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Entre os dias 13 a 16 de Abril, os participantes, escolhidos através de um processo de seletivo do edital Fomenta Festival do Rio de Janeiro, trabalharam em parceria na construção de um Extended Play (EP) – um conjunto de músicas similar a um CD – com faixas inéditas e distribuindo os direitos autorais e conexos no registro reconhecido pelo Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD). Pois, um dos pilares da iniciativa 10Lumbre está na orientação e profissionalização destes artistas.

Para Fernanda Kalume, produtora executiva do projeto, a sensação de oferecer um caminho mais acessível de oportunidades a jovens talentosos é incrível. Com uma vasta trajetória profissional onde trabalhou com nomes importantes do cenário musical, como Lauryn Hill, ela destaca que o formato dessa Imersão Musical proporciona uma experiência inédita para todos.

“Todos aqui são artistas e trabalham com a música, mas é uma experiência única. Os artistas selecionados possuem uma faixa etária jovem e pertencem a lugares diferentes, de culturas e manias diferentes. Então, eles vão se conhecendo e interagindo entre si. E nesse momento nasce a criatividade artística porque aqui tem de tudo e mais um pouco. Têm artistas que possuem origem do Funk, Rap, Reggae, Caribenho e Pop! Do sul do país ao norte do Brasil. Ah, e aqui também contamos com um argentino que ajuda a quebrar as barreiras culturais, mesmo já morando há bastante tempo no país”, explica.

No ritmo dessa perspectiva de quebrar barreiras e encontrar novas formas de produzir, o beatmaker (profissão que produz instrumentais de músicas) Kaemi7, de Bento Ribeiro, explica que a paixão pela música surgiu naturalmente em sua vida. De origem periférica e amante das batidas embalantes do Funk, o produtor de “beats” naturalmente se encaixou na vertente do rap e com a maestria de quem entende a importância da dedicação no ramo. Ele revela que começou a produção em um aparelho de celular.

Beatmaker do Imersão Musical
Kaemi7 produz instrumentais musicais através de um celular.
Foto: Selma Souza/Voz das Comunidades.

“Eu utilizo o programa Fruit Loops para produzir os beats de rap. Comecei a produzir faz uns anos e pra me aperfeiçoar ainda mais na ferramenta. Comecei a fazer durante o trajeto do trabalho através de um aparelho de celular. Com essa estratégia, não preciso me preocupar se estou em casa ou com um computador por perto”, comenta.

Entre uma batida e outra, os artistas se reuniram no estúdio montado no subsolo da Casa de Vidro com equipamentos de ótima qualidade. O projeto ofereceu toda estrutura necessária para os artistas produzirem durante esse período por lá (refeições, quartos separados para homens e mulheres, bebidas e intervalo para aproveitarem a vista e o local selecionado). Além deste destaque, os participantes receberam a visita de músicos e profissionais já consagrados no ramo musical, como o DJ Negralha, que acompanhou o grupo Rappa durante 20 anos.

“É um momento único onde consigo relembrar minha trajetória artísticas também. Ver novos artistas surgindo dessa forma é uma boa lembrança dos tempos que era iniciante também”, expõe.

Imersão Musical do projeto 10Lumbre
DJ Negralha é um dos artistas consagrados que visitou os participantes do reality show.
Foto: Selma Souza/Voz das Comunidades

Para ficar por dentro do web reality e tudo que aconteceu na Imersão Musical, basta acessar o canal do Youtube. O edital selecionou 9 artistas através do Fomenta RJ. Entre eles, Catharina Bravin, de Jacundá (Pará), Martin Marassa, de Cordoba (Argentina), AnaRima, de Rio Grande (RS), SLM Roiju, de Rocha Miranda (Rio de Janeiro), Goir, de Bento Ribeiro (Rio de Janeiro), Frizzy Beatz, de Anchieta (Rio de Janeiro), PallaClub, de São Luis (Maranhão), Kaemi7, de Bento Ribeiro (Rio de Janeiro) e um artista local do Vidigal selecionado através de indicações, Vitin.