Escola no Alemão é alvo constante de furtos de fiações elétricas há cinco semanas

Devido à situação, a Escola Municipal Professora Vera Saback corre risco de parar suas atividades
2021-02-06 - fotos escola vera sabak- VILMA RIBEIRO-7

Foto: Vilma Ribeiro/Voz das Comunidades

Enfrentando problemas graves há cinco semanas, a Escola Municipal Professora Vera Saback Sampaio sofre com a continuidade de furtos nas dependências da instituição. Localizada na Estrada Itararé, 1071, a cerca de poucos metros da Coordenadoria da Polícia Pacificadora, o centro de ensino é alvo constante de roubos de fiações elétricas. E, por esse motivo, está sem luz desde o dia 20 de maio.

Imaginando as possíveis consequências dessa situação, Letícia, mãe da aluna Lorena, teme pelo não retorno pleno das atividades escolares. De acordo com ela, o centro de ensino é essencial no desenvolvimento das crianças e jovens do Complexo do Alemão, Zona Norte Do Rio.

Lorena (direita) é uma das crianças impactadas pelos roubos frequentes nas fiações elétricas da Escola Municipal Professora Vera Saback Sampaio.
Foto: Vilma Ribeiro/Voz das Comunidades

Além das complicações no sistema de energia, a escola passa por instabilidade em seu sistema de ensino. Com a frequência dos furtos, a instituição alterou o formato das aulas. Antes, os professores e os alunos possuíam aulas alternadas, com dias presenciais e outros remotos. Agora, por não possuir rede elétrica na instituição, as aulas estão ocorrendo de maneira remota.

Nessa perspectiva de desenvolvimento de crianças e jovens, Ana Carolina, tia de uma das alunas da instituição, comentou também que o que vem acontecendo com a escola impacta diretamente no futuro da comunidade, prejudicando a educação de todos.

Em razão dos frequentes roubos nas fiações elétricas na dependência escolar, a Escola Municipal Professora Vera Saback Sampaio realiza uma manutenção no espaço. Com o objetivo de evitar futuros furtos, a obra realizará um cabeamento subterrâneo. A construção, que já está em atividade, possui prazo de 20 a 30 dias úteis.


Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]