Frente Nacional Antirracista e CUFA promovem campanha nacional de arrecadação de alimentos com clubes de futebol

O programa Mães das Favelas, que atende mais de 5 mil favelas, busca arrecadar 12 mil toneladas de alimentos para as favelas e periferias do país

Frente Nacional Antirracista e CUFA promovem campanha nacional de arrecadação de alimentos com clubes de futebol

Foto: Mães da Favela/Divulgação

A insegurança alimentar e a presença da fome nos lares brasileiros são duas das problemáticas mais frequentes durante a crise financeira e sanitária que atravessa o país. Com o objetivo de amparar as famílias que enfrentam esse cenário de receio, a Frente Nacional Antirracista, a Central Única das Favelas (CUFA), a Comunidade Door e alguns clubes de futebol no Brasil realizam a campanha nacional Mães da Favela Futebol Clube. A iniciativa visa arrecadar 12 mil toneladas de alimentos para as comunidades de todo o Brasil.

Disponibilizada na última segunda-feira, a ação é viabilizada através do programa Mães da Favela, da CUFA, e conta com a parceria de clubes de todos os estados. Atualmente, já são mais de 200 confirmados. Entre eles, Corinthians, São Paulo, Santos, Palmeiras, Internacional, Grêmio, Flamengo, Vasco, Fluminense, Botafogo, Bahia, Vitória, Goiás, Ceará e Fortaleza.

Mães da Favela
O projeto conta com a parceria de diversos clubes brasileiros de futebol
Foto: Mães da Favela/Divulgação

A expectativa é que sejam recebidas, em média, 35 toneladas de alimentos, por estado, totalizando 12 mil toneladas de doações – o que equivale a um montante de R$ 100 milhões. No final deste período de doações, as lideranças da Frente Nacional Antirracista e da CUFA realizarão ações nacionais para levar os alimentos nas famílias cadastradas no programa Mães da Favela.

A campanha Mães da Favela Futebol Clube segue até o dia 27 de junho
Foto: Reprodução

“O Mães da Favela foi um grande projeto, que ajudou milhões de mulheres em 2020. Agora, neste ano, que ainda sofre com os impactos da pandemia, os clubes de futebol entraram nessa causa. O futebol se faz presente em todas as camadas da sociedade brasileira. Logo, é de suma importância que seus grandes clubes se envolvam na pauta antirracista e de ajuda humanitária”, comentou Edson França, liderança da FNA e vice-presidente da Unegro.

O programa Mães da Favela está presente em mais de cinco mil favelas no Brasil e atende 995.111 famílias. Para ajudar na doação, basta acessar o link da plataforma da iniciativa.