Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Funk vira websérie no Youtube

Os assuntos abordados são de extrema necessidade no meio cultural e que se fazem presentes no movimento do funk, como a criminalização de funkeiros e bailes

Intitulado como Som de Preto, um clássico do funk carioca dos anos 90, com os interpretes MCs Amilke e Chocolate, a websérie lançada nesse mês de dezembro tem como sinopse o movimento do funk carioca e a sua diversidade.

A websérie independente já está no seu 5º episódio disponível no Youtube. Cada episódio leva o nome de grandes clássicos do funk, os convidados são personalidades do cenário musical que levaram o ritmo para fora da favela e se tornaram conhecidas nacionalmente e internacionalmente, como: Mc Carol, Tonzão (ex-integrante do grupo Os Hawaianos), Iasmin Turbininha, Grandmaster Raphael e Paulinho Kbeção, Vanessa Esplendorosa, DJ Polyvox, MC Kauãzinho e Jonathan Costa.

Os assuntos abordados são de extrema necessidade no meio cultural e que se fazem presentes no movimento do funk, como a criminalização dos funkeiros e dos bailes; todos os trabalhadores que usam o funk como seu único sustento; as principais diferenças do antes e do depois do funk e as diversões e as responsabilidades em ser criança e ao mesmo tempo ser um MC de funk.

Assista ao teaser da websérie e todos os episódios no canal do Som de preto:

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

Veja também

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]