Governo do estado lança projeto Pacto RJ que irá recuperar o teleférico do Alemão

Há quase 5 anos fechado, o investimento necessário para a volta do transporte está entorno de 80 milhões de reais
51339982033_d845cbe927_o

Foto: Matheus Guimarães / Voz das Comunidades

Na última sexta-feira (13), o governador do estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), junto do seus secretários de governo, apresentou um planejamento de investimentos para os próximos 3 anos. Serão R$ 17 bilhões investidos nos 92 municípios do estado, com recursos vindos de fundos do próprio orçamento do estado e do leilão da Cedae, realizado em abril. Um dos investimentos previstos é o retorno do Teleférico do Alemão.

Além disso, durante a coletiva, foi apresentado, com este pacote de medidas, a previsão de investimentos também em diversas áreas como, infraestrutura, desenvolvimento social, saúde, educação, segurança, desenvolvimento econômico, meio ambiente, cultura e lazer. 

Pacto RJ será composto por R$ 14 bilhões de recursos do próprio do orçamento do estado e R$ 3 bilhões de recursos do leilão da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae).
Foto: Governo do Rio de Janeiro

Teleférico do Alemão

O meio de transporte, que transportava cerca de 10 mil moradores por dia, para a sua construção, teve um investimento de R$253 milhões, além de cerca de 100 famílias que tiveram de ser realocadas. Desde setembro de 2016, o Teleférico do Alemão se encontra fechado.

O governador Cláudio Castro anunciou que, até o final do seu mandato, o teleférico do Alemão vai voltar a funcionar. O projeto consiste em recuperar as estações de energia e dos cabos de tração. Ainda de acordo com o projeto, o investimento inicial seria de 80 milhões de reais e já houve um contato com a Pomagalski, grupo francês que construiu o teleférico. 

Outras demandas da favela

Além da questão do teleférico, uma outra questão com relação ao Complexo do Alemão foi abordada: a moradia. A iniciativa pretende construir 7.340 unidades habitacionais e tem como alvo os bairros do Alemão, Jacarezinho, Manguinhos, todas na Zona Norte do Rio, além da Baixada e interior do Estado. Para isso, o investimento gira em torno de 775 milhões de reais e, de acordo com o governo, 30 mil pessoas serão beneficiadas. 

O plano de prevê ainda 26 novos restaurantes populares nas comunidades: Cidade de Deus, Manguinhos, Alemão, Rocinha e Complexo da Maré. O pacote de investimentos da ordem de R$ 17 bilhões para ser executado nos próximos 3 anos.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]