Governo do estado lança projeto Pacto RJ que irá recuperar o teleférico do Alemão

Há quase 5 anos fechado, o investimento necessário para a volta do transporte está entorno de 80 milhões de reais

Governo do estado lança projeto Pacto RJ que irá recuperar o teleférico do Alemão

Foto: Matheus Guimarães / Voz das Comunidades

Na última sexta-feira (13), o governador do estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), junto do seus secretários de governo, apresentou um planejamento de investimentos para os próximos 3 anos. Serão R$ 17 bilhões investidos nos 92 municípios do estado, com recursos vindos de fundos do próprio orçamento do estado e do leilão da Cedae, realizado em abril. Um dos investimentos previstos é o retorno do Teleférico do Alemão.

Além disso, durante a coletiva, foi apresentado, com este pacote de medidas, a previsão de investimentos também em diversas áreas como, infraestrutura, desenvolvimento social, saúde, educação, segurança, desenvolvimento econômico, meio ambiente, cultura e lazer. 

Pacto RJ será composto por R$ 14 bilhões de recursos do próprio do orçamento do estado e R$ 3 bilhões de recursos do leilão da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae).
Foto: Governo do Rio de Janeiro

Teleférico do Alemão

O meio de transporte, que transportava cerca de 10 mil moradores por dia, para a sua construção, teve um investimento de R$253 milhões, além de cerca de 100 famílias que tiveram de ser realocadas. Desde setembro de 2016, o Teleférico do Alemão se encontra fechado.

O governador Cláudio Castro anunciou que, até o final do seu mandato, o teleférico do Alemão vai voltar a funcionar. O projeto consiste em recuperar as estações de energia e dos cabos de tração. Ainda de acordo com o projeto, o investimento inicial seria de 80 milhões de reais e já houve um contato com a Pomagalski, grupo francês que construiu o teleférico. 

Outras demandas da favela

Além da questão do teleférico, uma outra questão com relação ao Complexo do Alemão foi abordada: a moradia. A iniciativa pretende construir 7.340 unidades habitacionais e tem como alvo os bairros do Alemão, Jacarezinho, Manguinhos, todas na Zona Norte do Rio, além da Baixada e interior do Estado. Para isso, o investimento gira em torno de 775 milhões de reais e, de acordo com o governo, 30 mil pessoas serão beneficiadas. 

O plano de prevê ainda 26 novos restaurantes populares nas comunidades: Cidade de Deus, Manguinhos, Alemão, Rocinha e Complexo da Maré. O pacote de investimentos da ordem de R$ 17 bilhões para ser executado nos próximos 3 anos.