Mais de 33 mil moradores foram vacinados em vacinação em massa no Complexo da Maré

A iniciativa #VacinaMaré da Secretaria Municipal da Saúde em parceria com a Fiocruz e Redes da Maré imunizou em quatro dias de campanha 100% da região
vacinacao em massa no complexo da mare - foto selma souza

Foto: Selma Souza / Voz das Comunidades

Das 40 comunidades cariocas presentes no Painel de Covid-19 nas Favelas, do Voz das Comunidades, o Complexo da Maré é a região que mais sofreu com os casos de coronavírus nas periferias do Rio de Janeiro. Atualizada a cada sexta-feira, a plataforma mostra que a área teve, na última atualização, 6.799 moradores infectados pelo vírus e 320 óbitos.

Direcionando o cuidado a saúde e o bem-estar do território, a iniciativa #VacinaMaré, da Secretaria Municipal da Saúde em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Redes da Maré, vacinou, nesses quatro dias de campanha (de 29 de julho a 1 de agosto), mais de 33 mil moradores do Complexo da Maré com idade entre 25 a 33 anos, números contabilizados até às 16h. A vacinação alcançou 100% dos habitantes da região.

Além de contribuir ao direito à vida do Complexo da Maré, a iniciativa visou estudar os impactos de uma população totalmente vacinada em determinada região. Ao todo, foram 121 pontos de vacinação disponíveis nas 16 favelas do território. A campanha seguiu o anúncio feito na segunda semana de julho pela Prefeitura do Rio de Janeiro e realizou essa mobilização do dia 29 de julho ao dia 1º de agosto. Das 8h às 17h (29/07 a 31/07) e das 8h às 12h (01/08).

Para a DJ Germânia, de 25 anos e moradora da Nova Holanda, a imunização em massa do Complexo da Maré é uma ação essencial que representa o direito à vida para os moradores da comunidade. “Pra mim, representa muito. Eu sou nascida e criada na favela da Maré, minha família toda é daqui e a Clinica da Família, que me vacinei, carrega o nome do meu primo Jeremias (Clínica da Família Jeremias Moraes da Silva). Agora, é esperar a segunda dose para a “boneca” ficar 100% imunizada (risos)”, comenta.


Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]