Moradores da Vila Cruzeiro relatam problemas com abastecimento de energia há 3 dias

Oscilações e falta de luz têm afetado a localidade da Merendiba; moradora alega que geladeira não queria mais ligar
Foto: Zen Ferreira / Divulgação
Foto: Zen Ferreira / Divulgação

Energia elétrica é um recurso primordial nas comunidades, principalmente para enfrentar o calor do Rio de Janeiro. Contudo, moradores da região da Merendiba, Vila Cruzeiro, Complexo da Penha, estão tendo dificuldades com o fornecimento de energia.

Segundo relatos, as ocilações começaram no dia 24 de março, na parte da tarde, e não tinham horário para ocorrer. A dona de casa Marcely Cavalcanti, de 30 anos, relatou que, no dia 26 de março, a falta de luz foi intensa. “No sábado à tarde, deve ter caindo umas 4 vezes. A noite caiu umas 4 vezes em menos de 3 horas”. Ela também relatou que, desde a última falta de luz, a geladeira já não queria mais ligar.

A Associação de Moradores da Vila Cruzeiro informou que sempre teve uma boa relação com as empresas de serviços públicos. A respeito da Light não é diferente. A associação também afirmou que o problema de energia foi informado diretamente por uma equipe da empresa e que estavam trabalhando com um controle de carga na região – que faz medição da rede.

Nesta segunda-feira (28), a equipe do Voz das Comunidades entrou em contato com a Light para entender a situação na localidade, mas a empresa ainda não retornou o contato até o fechamento desta matéria.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]