Moradores do Santa Marta podem fazer teste de Covid-19 gratuitamente até sexta-feira (9)

A iniciativa é uma parceria do Santa Marta Contra a Covid-19 com Dados do Bem e vai até sexta
Foto: Thiago Lima / Voz das Comunidades
Foto: Thiago Lima / Voz das Comunidades

Moradores do Santa Marta, em Botafogo, podem fazer o teste de Covid-19 gratuitamente até sexta-feira (9). Os testes estão sendo realizados no Centro Educativo Padre Agostinho Castejón (CEPAC), na rua Mal. Francisco de Moura 183, na ladeira da comunidade próxima à praça Corumbá. A iniciativa é uma parceria da ação Santa Marta Contra a Covid-19 com o Dados do Bem e a Cruz Vermelha.

“Fizemos a parceria com o Dados do Bem, eles gostaram muito da ideia. É uma comunidade que tem um grupo forte de sanitização e fechar um trabalho com a testagem tem tudo a ver. Estamos desinfectando, mas precisamos saber dados e números”, explica Thiago Firmino.

Thiago Firmino é um dos idealizadores do Santa Marta Contra a Covid-19. Foto: Thiago Lima / Voz das Comunidades

Para realizar o teste é preciso baixar no celular o aplicativo Dados do Bem, responder um questionário e marcar a testagem. Hoje (5) foi o terceiro dia de testes no Santa Marta e o número de moradores que testaram positivo é alto. Quinta-feira (1º) e sexta (2) foram realizados 181 testes e 20% deram positivo. Das 98 pessoas testadas na sexta-feira (2), 30 estavam com Covid-19, segundo Thiago.

Moradores que tiverem dificuldade com o aplicativo podem pedir ajuda aos voluntários. Foto: Thiago Lima/Voz das Comunidades

Os voluntários são essenciais para fazer a testagem acontecer. Lais Pereira, se ofereceu para ser voluntária nessa ação e fala sobre a importância das testagem: “eu me cadastrei como voluntária justamente porque eu sei da necessidade da testagem aqui na comunidade. Eu sei que tem muitas pessoas que tiveram o coronavírus e não tinham certeza do resultado. Então eles acabaram vendo aqui uma forma de conseguir fazer gratuitamente e de forma simplificada, com o pessoal ajudando a baixar o aplicativo. Assim as pessoas se sentem confiáveis de vir aqui e fazer o teste”.

Lais Pereira, voluntária na ação das testagens. Foto: Thiago Lima / Voz das Comunidades

Moradoras falam sobre a importância da testagem

Francisca Elizabeth mora no Santa Marta e soube da testagem pelo grupo da comunidade. Além de fazer o teste, ela também está divulgado para amigos e familiares. “Isso é muito importante e muito legal, que bom que chegou aqui no Santa Marta, porque a gente fica meio perdido de onde fazer o teste. Eu acho que eu tive Covid-19 no inicio de março e agora eu quero saber se tive ou não”, conta a moradora.

Francisca Elizabeth considera importante divulgar as testagens para outros moradores. Foto: Thiago Lima/Voz das Comunidades

A moradora Kyzzy Silva foi à CEPAC para realizar o teste. Ela soube da iniciativa através do irmão e também pelo grupo da comunidade. Infelizmente, Kyzzy perdeu um ente querido para a doença e fala sobre a importância de manter os cuidados contra o novo coronavírus: “Eu acho a testagem extremamente importante no momento que a gente está vivendo. Até porque eu acabei perdendo um tio com Covid-19, então é uma maneira da gente continuar se preocupando com a nossa saúde, e não só com a nossa, mas de quem está perto da gente. Então assim, se você não teve, vai continuar fazendo as mesmas higienizações, e se você teve também deve continuar fazendo da mesma forma até para não contaminar as pessoas próximas”.

Kyzzy Silva, moradora do Santa Marta, fez teste gratuito de Covid-19. Foto: Thiago Lima/Voz das Comunidades

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]