Moradores fazem teste de Covid-19 gratuito na Vila Olímpica do Alemão

Para fazer o teste é preciso baixar no celular o aplicativo Dados do Bem e responder um questionário para entrar na fila de agendamento

Moradores fazem teste de Covid-19 gratuito na Vila Olímpica do Alemão

Na quarta-feira (09/09), moradores do Complexo do Alemão começaram a fazer testes gratuitos para saber se estão ou não com Covid-19. A iniciativa é uma parceria do Voz das Comunidades com Dados do Bem e a Cruz Vermelha, que testará 5 mil moradores até o final do mês de setembro. 

Os testes estão sendo realizados na Vila Olímpica Carlos Castilho das 9h às 18h. Para fazer o teste é preciso baixar no celular o aplicativo Dados do Bem e responder um questionário para entrar na fila de agendamento. Apenas moradores que baixarem o aplicativo, responderem o questionário e tiverem o agendamento marcado podem fazer o teste.

Hoje (10), foi o segundo dia consecutivo de testagens. Marta Helena Gomes da Silva, 50 anos, foi a primeira moradora do Alemão a chegar no local. De acordo com a moradora, a testagem é importante e deveria estar sendo realizada desde o início da pandemia em toda a população. 

Marta Helena conta que decidiu fazer o teste para saber se já teve Covid-19. “Eu queria muito saber, porque eu tive um quadro que eu achei que estava com Covid-19. Eu fiquei uns dois a três dias muito mal, respirando mal e eu tenho um pai idoso, o meu medo todo foi esse. Cheguei até ir na UPA, e eles relataram que eu tava com uma crise de ansiedade. Mas será que foi uma crise de ansiedade mesmo ou será que eu tive Covid-19 de uma forma mais branda? Eu não fui testada para saber”. 

Esteticista, Marta Helena precisou abrir mão da quarentena no terceiro mês da pandemia para trabalhar, mas disse que procurou ter todos os cuidados necessários. “No início eu não saia de casa para nada, era álcool em tudo. Eu fiquei paranoica né, a verdade é essa. Limpava tudo que vinha da rua, esterilizava tudo. Só que eu não fui beneficiada com o auxílio emergencial, então eu tive que voltar a trabalhar, aí fica complicado né. Em algumas situações em chegava na casa da cliente e elas não estavam com máscara, nem nada. Eu que pegava meu álcool, ia esterilizando e fazia por onde, para manter aquela higiene”.

Marta Helena acessou o aplicativo Dados do Bem facilmente e respondeu o questionário. Foto: Alexandre Silva / Voz das Comunidades

Quem apresentou os sintomas de Covid-19, como febre, tosse, dor de cabeça e falta de ar, também pode baixar o aplicativo Dados do Bem, responder o questionário e agendar. Como fez Cláudia Brito da Costa, 45 anos, que já teve os sintomas de Covid-19 e baixou o aplicativo para realizar o teste.

“Eu me senti mal mês passado, procurei a clínica da família, o médico passou um remédio e falou para eu ficar de quarentena que podia ser Covid-19. Eu participo do grupo da igreja, no grupo uma irmã fez o teste e recomendou, falou que tinha gratuito e que era rápido. Aí eu baixei o aplicativo, respondi o questionário e marcaram pra eu vir. É prático e rápido, e me ajudou também a ver os sintomas que eu estava sentindo, e a me resguardar mais. Isso é muito importante, eu já até divulguei e o pessoal está fazendo, baixando o aplicativo”, conta Cláudia. 

Cláudia Brito foi acompanhada do marido para fazer o teste de Covid-19. Foto: Alexandre Silva / Voz das Comunidades

Estudante da área da saúde, Ana Luísa Leite, de 21 anos, reconhece a importância de testar a população. Ao descobrir o aplicativo através de um amigo, aproveitou a oportunidade para testar gratuitamente. “A testagem tem que ser feita, até porque o exame da rede privada é muito caro, e a gente sabe que nos hospitais não estão testando. É muito importante ser testado, porque tem muita gente que não acredita no vírus. Como eu sou da área da Saúde tenho a noção da importância que é ser testado”.

Ana Luísa Leite baixou o aplicativo Dados do Bem após indicação de amigo. Foto: Alexandre Silva / Voz das Comunidades

O jovem Aurélio Alonso da Silva Filho, de 19 anos, também compareceu à Vila Olímpica para fazer o teste de Covid-19. “Eu acho importante fazer o teste, porque às vezes a gente aparenta não ter sintomas e o teste pode dar positivo, correndo o risco de contaminar outras pessoas sem a gente saber”. 

Aurélio Alonso fez o teste de Covid-19 gratuito na Vila Olímpica Carlos Castilho. Foto: Alexandre Silva / Voz das Comunidades