Moradores fecham Avenida Bráz de Pina em protesto pela morte de adolescente na Penha

A operação da Polícia Civil do Rio aconteceu na manhã de hoje e vitimou o jovem Thiago Santos Conceição, de 16 anos

Foto: Renato Moura/Voz das Comunidades

Agindo contra a violência policial que vitimou o adolescente Thiago Santos Conceição, de 16 anos, na operação nomeada pelos militares de ‘Coalizão do Bem, que ocorreu no início desta manhã (18) na comunidade Morro da Fé, na Penha, moradores da favela realizaram uma manifestação na Av. Brás de Pina. Alvejado com um disparo de arma de fogo na cabeça, enquanto estava dentro de casa, o adolescente foi encaminhado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas (HEGV), mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com informações dos moradores, por volta das 10h da manhã desta sexta (18), os agentes efetuaram diversos disparos na região e um dos projéteis alvejaram a residência do adolescente e, consequentemente, Thiago. Os vizinhos da localidade prestaram os primeiros socorros, e o tio da vítima o levou de carro até o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. 

Moradores fecham via na Av. Vicente de Carvalho em protesto contra a morte de Thiago Santos Conceição, de 16 anos.
Foto: Renato Moura/Voz das Comunidades

Em coletiva, a Polícia Civil do Rio de Janeiro comentou que, na região em que o projétil atingiu Thiago, não ocorreu confronto policial. Ao todo, a intervenção dos agentes vitimou três pessoas na comunidade – as outras duas ainda não tiveram os nomes divulgados.

Amparando familiares e amigos na região, Mônica Cunha, integrante da Comissão dos Direitos Humanos da ALERJ, e Guilherme Pimental, Defensor Público, estão no local.
Foto: Renato Moura / Voz das Comunidades