Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Caixa d’água no Morro Jorge Turco representa risco de queda há três anos

A presidente da associação de moradores conta que a Águas do Rio já esteve no local mas não resolveram o problema
"Tô cansada amigo, de tampa o sol com a peneira" Desabafa a presidente da associação. (Foto: Barbara Ribeiro / Arquivo Pessoal)
"Tô cansada amigo, de tampa o sol com a peneira" Desabafa a presidente da associação. (Foto: Barbara Ribeiro / Arquivo Pessoal)

A única caixa d’água que abastece a comunidade, localizada na Rua do Alto, no morro Jorge Turco em Coelho Neto, está com riscos de queda há 3 anos. Desde então, os 10 mil moradores enfrentam dificuldades no abastecimento.

Com a caixa desativada, apenas uma bomba de água é responsável pelo abastecimento de toda a favela. A presidente da associação dos moradores, Barbara Ribeiro, relata que “quando a bomba quebra, ficamos 15 dias sem água”. Em 2020, a caixa começou a vazar pela base, o que abalou a estrutura de muitas casas locais, que agora apresentam rachaduras.

Captura de tela mostra a moradora reclamando da falta de água. (Barbara Ribeiro / Reprodução)
(Barbara Ribeiro / Reprodução)

Depois de chamados e reclamações dos moradores, a Defesa Civil foi ao local e interditou as casas. As pessoas agora estão na casa de parentes e amigos. Na época, segundo os moradores, a Cedae, enviou engenheiros e verificaram que a caixa não pode mais ficar cheia, porque a estrutura dela foi abalada e representa risco de quedas.

A mudança para a Águas do Rio até trouxe esperança, já que levaram técnicos até de fora do Brasil, mas o problema continua. Barbara conta que a concessionária vai amanhã às 10h ao local com um topógrafo, mas ela não cria expectativas. “Só esse engenheiro já veio aqui mais de 3 vezes, cada dia com uma empresa. Eu já não levo fé em nada, Vai vir e falar que não pode fazer. Esse é o cenário toda vez, e a caixa cada dia mais tombada.”

Barbara Ribeiro, responsável pela associação dos moradores do Jorge Turco. Foto: Reprodução

Entramos em contato com a Águas do Rio perguntando se há planos de reparo da caixa d’água para melhorar o abastecimento da região, a concessionária informou que enviaria uma equipe ao local para verificar a situação.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]