Pico da pandemia de COVID-19 deve ocorrer no mês de junho, segundo especialistas

Cientistas orientam que lockdown seja adotado por autoridades.
5a7215de-2fed-4b9c-95a8-50e108e652f9

Foto: Thiago Lima / Frente CDD

Pesquisadores da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), realizaram um estudo que revela o pico da pandemia do coronavírus no Estado para a primeira quinzena de junho caso medidas mais severas, como o lockdown (bloqueio total ou confinamento), não sejam adotadas.

O número de infectados pela COVID-19 no Rio pode chegar a 40 mil segundo o cálculo feito por cientistas do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe/UFRJ). Os cálculos são feitos utilizando os números informados pela Secretaria Estadual de Saúde do Rio e apontam que cada pessoa infectada é capaz de transmitir o vírus para outras 2,46 pessoas em média.

Diante disso é necessário reforçar os cuidados básicos de higiene como lavar as mãos com sabão e principalmente alertar sobre o perigo de sair de casa sem necessidade. Se você pode, por favor fique em casa, para que possamos passar por tudo isso mais rápido.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]