Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Pré-vestibular social do Jacarezinho precisa de professores para continuar funcionando

O NICA é o único pré-vestibular social de uma comunidade com mais de 20 mil jovens negros
(Foto: Divulgação)

O pré-vestibular NICA, da comunidade do Jacarezinho, é uma dos principais ferramentas na favela que auxilia jovens a ingressarem no ensino superior. Atuando em um território onde as oportunidades são muito limitadas (e que ainda recebe o Programa Cidade Integrada), o NICA sobrevive e oferece aulas gratuitas para quem está em busca do diploma universitário.

Entretanto, o curso enfrenta dificuldade em se manter por conta da falta de professores. E para evitar o seu fechamento, abriu um processo de seleção para novos professores voluntários.

Confira lista de vagas:

  • Matemática (2 vagas),
  • Português (3 vagas – Literatura / Gramática / Redação)
  • História (2 vagas – História Geral / História do Brasil)
  • Biologia (1 vaga)
  • Física (1 vaga )
  • Química (1 vaga)
  • Sociologia (1 vaga)
  • Filosofia (1 vaga)
  • Inglês (1 vaga)
  • Espanhol (1 vaga)

Para se inscrever como professor voluntário, o interessado pode acessar o formulário de inscrição disponibilizado pela equipe. Em caso de dúvidas, o candidato poderá procurar por Etel Oliveira, no telefone 21 97039-4190.

O NICA é um coletivo negro que valoriza a formação intelectual preta em seu programa e, durante sua atuação, o pré-vestibular social já aprovou quase 20 alunos negros nas universidades do Rio. Ainda que pareça um número pequeno, o NICA promove a educação da comunidade há mais de 3 anos e auxilia na mudança de realidade não só de seus alunos, como também de famílias e toda a favela do Jacarezinho.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]