Prefeitura do Rio flexibiliza mais atividades durante a pandemia de Covid-19

Covid-19: Veja o que está liberado na nova fase de flexibilização do Rio
prefeitura

Confira o que mudou:

— Lanchonetes, bares e restaurantes: Música ao vivo permitida, proibidos espaço e pista de dança.

— Comércio: Permitidos ambulantes de parques e praças e os mercados populares mantendo-se o distanciamento de 2 metros entre os equipamentos/barracas.

— Salões de beleza: Permitida sala de espera

— Academias: Aulas de hidroginástica abertas com 50% da capacidade. Vedado o compartilhamento de objetos.

— Escolas particulares: Abertas de forma voluntária, seguindo rigorosamente as medidas preventivas (estabelecidas no Anexo da Resolução SMS nº 4.424/2020)

— Escolas públicas: A rede municipal de ensino ainda não tem data para reabertura

— Cultura: lonas, arenas, circos e feiras culturais permitidos, sem ultrapassar a regra de 4m² por pessoa.

— Eventos culturais em espaços abertos: Estão permitidos. Delimitar área para o evento com 50% de lotação. Fazer controle de acesso, com reserva de lugar numerado. Respeitando a taxa de ocupação de 4 m²/pessoa.

— Feiras de arte e artesanato: está permitida a comercialização de alimentos e bebidas industrializadas em embalagem original. Vedada manipulação de alimentos e bebidas.

— Esportes: Aulas de hidroginástica abertas com 50% da capacidade. Vedado o compartilhamento de objetos.

— Lazer e eventos: Eventos de entretenimento e lazer em espaços abertos e fechados estão permitidos, exceto boates, rodas de samba e quadras de escolas de samba.

— Foodparks: é permitida a música ao vivo, mas vedados pista e espaço de dança.

— Casas de show: Somente com reserva de lugar numerado.

— Eventos em ambientes abertos (praças, parques, praias e afins): delimitar área para o evento, com 50% de lotação. Fazer controle de acesso, com reserva de lugar numerado.

— Eventos sociais: Casamentos, bodas, aniversários, formaturas, confraternizações, coquetéis, inaugurações, lançamentos, cerimonias oficiais e diplomáticas e casas de festas infantil) estão permitidos com 1/3 da capacidade. Vedado self service e o compartilhamento de objetos. Música ao vivo liberada, proibido pista e espaço de dança.

— Feiras de negócios e exposições abertas com 1/3 da capacidade.

 

 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]