Programa “Turistando com a Comunidade” leva moradores a pontos turísticos da cidade; saiba como se inscrever

Além de garantir direto à cidade para quem mora em comunidade, a iniciativa proporciona arte, cultura, lazer e consciência histórica do Rio
Foto: Reprodução / Secretaria de Ação Comunitária
Foto: Reprodução / Secretaria de Ação Comunitária

Um novo programa da Prefeitura do Rio chegou para os moradores de favelas da cidade. O Turistando com a Comunidade é uma iniciativa da Secretaria de Ação Comunitária, que vai garantir aos moradores de favela o direito de conhecer a cidade onde mora.

A finalidade do programa, além de apresentar ao morador sua favela de origem, é levar para ele arte, cultura, beleza e a história dos principais complexos da cidade. As visitas guiadas dentro e fora das comunidades servirão como ponte para mudar a visão do próprio espaço, e também trazer a conhecimento o poder transformador produzido por elas.

Mensalmente são selecionados 200 moradores para visitas aos principais pontos do Rio de Janeiro. O roteiro será feito em vans e micro-ônibus.
Foto: Reprodução

Como participar

Para participar do Turistando, líderes comunitários precisam enviar para a secretaria, por e-mail ou ofício, solicitando a inclusão de suas comunidades no projeto. A equipe da secretaria de Ação Comunitária fará o contato para o agendamento.

Neste email a pessoa responsável precisa se identificar e dizer a qual comunidade ela pertence. Informar o seu projeto social ou organização e o número de moradores que vão participar junto à ela. Logo após isso, a secretaria fará o retorno do pedido por e-mail. No sábado, 29 de janeiro, a comunidade Darcy Vargas vai visitar o Bosque da Barra.

Para os interessados, a solicitação deve ser feita através do e-mail: [email protected].com

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]