Frente Maré vai construir cozinha solidária para atender moradores da comunidade

Com o início das obras previstas para a próxima semana, a iniciativa entregará quentinhas durante 6 meses para moradores e pessoas em situação de rua da Maré

Frente Maré vai construir cozinha solidária para atender moradores da comunidade

Foto: Frente de Mobilização da Maré / Divulgação

Nas comunidades cariocas, as iniciativas que pregam a coletividade através de projetos solidários são bem-vindas por grande parcela dos moradores.

Com a intenção de aumentar a visibilidade dessas ações e de cuidar do bem-estar de quem reside no Complexo da Maré, um dos maiores conjuntos de favelas do Rio de Janeiro, o coletivo Frente de Mobilização da Maré idealiza a construção de uma cozinha solidária na região de Salsa Merengue, que realizará a entrega de 600 refeições (quentinhas) por semana durante 6 meses.

A iniciativa surgiu após a inscrição do coletivo em um Edital de projetos solidários na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que concedeu um investimento de 50 mil reais para realizar as obras necessárias para o início das atividades da cozinha solidária. A reforma no espaço está prevista para o início da semana que vem e os pratos serão realizados por voluntários.

“A ideia é construir um espaço colaborativo onde outros coletivos e ações possam atuar. E, claro, atender os moradores do Complexo da Maré e, também, as pessoas em situação de rua pela região”, comenta Naldinho Lourenço, um dos membros do coletivo Frente Maré.