Projeto social faz “vakinha” para ajudar bailarinas da Cidade de Deus a estudarem no exterior

As jovens Kemilly Lacerda, Giovanna Mendes e Luana Amaral, da Academia de Dança Valéria Martins, conquistaram uma bolsa na Companhia Ajkun Ballet Theatre, em Nova York

Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução

No mundo, a dança é um dos movimentos mais prestigiados e queridos pelas múltiplas possibilidades que ela oferece. E, na vida das jovens Kemilly Lacerda, Giovanna Mendes e Luana Amaral, as coreografias sofisticadas do Ballet transformaram sonhos em realidade, garantindo uma bolsa de 75% na Companhia Ajkun Ballet Theatre, em Nova York.

As bailarinas do projeto social Academia de Dança Valéria Martins, da Cidade de Deus, foram aprovadas para o curso de inverno da instituição através de uma avaliação do ballet clássico.

As alunas ganharam uma bolsa de 75% para estudarem em Nova York.
Foto: Academia de Dança Valéria Martins/Divulgação

Para Valéria Martins, de 44 anos e fundadora do projeto Academia de Dança Valéria Martins, a oportunidade das três alunas significa muito para todas as crianças e jovens que são de comunidades. Pois demonstra a potência que existe dentro das favelas, apesar das questões de vulnerabilidade social que os moradores enfrentam. Ela, que é professora de dança, está à frente da iniciativa há 7 anos.

“É muito importante esse lugar de destaque para elas, que são daqui, da Cidade de Deus. A dança possibilitou que elas tenham a chance de estudar e conhecer outro país, já que vão para Nova York no próximo curso de inverno da instituição”, comenta.

Visando ajudar nos custos das viagens, alimentação e estadia durante o curso de inverno em Nova York, a Academia de Dança Valéria Martins criou um financiamento coletivo para as três alunas. Para colaborar com o sonho das jovens da Cidade de Deus, basta acessar a plataforma da Vakinha online por meio deste link (https://www.vakinha.com.br/vaquinha/da-cidade-de-deus-para-nova-iorque).