Projeto “Turistando com a Comunidade” vai integrar favelas com pontos turísticos da cidade do Rio

A primeira a ser beneficiada será o Conjunto Esperança, na Maré, neste sábado (18)
Foto: Mauro Pimentel/AFP
Foto: Mauro Pimentel/AFP

A Prefeitura do Rio, através da Secretaria de Ação Comunitária, lança neste sábado (18), no Conjunto Esperança, no Complexo da Maré, Zona Norte do Rio, o projeto Turistando com a Comunidade. A iniciativa faz parte do Programa Favela Com Dignidade, um projeto que assegura ao morador de favela e comunidade o direito de conhecer a cidade onde mora, e mais: conhecer a arte, cultura, beleza e a história dos principais complexos da cidade. 

Democratizar o acesso à cultura

O projeto tem como objetivo combater o estigma da segregação e reduzir a distância entre asfalto e comunidade. Segundo a Secretaria de Ação Comunitária, o Turistando vai levar 200 moradores de favela por mês aos principais pontos do Rio. As visitas guiadas dentro e fora das comunidades vão proporcionar, além de bom convívio coletivo, empoderamento ao mostrar o poder transformador produzido pelas favelas e comunidades cariocas.  

“As visitas serão acompanhadas por guias turísticos que mostrarão a importância de cada localidade. O pontapé inicial do projeto será a Maré. Essa é uma oportunidade para os moradores de favelas e comunidades conhecerem a cidade. O projeto Turistando vai democratizar o Rio”, afirma a secretária de Ação Comunitária, Marli Peçanha.

Mensalmente, serão selecionados moradores de favelas e comunidades com Índice de Desenvolvimento Social  (IDS) de até 0,55 para visitar os principais pontos do Rio de Janeiro.
Foto: Marcos de Paula

A primeira favela a receber o programa

A primeira comunidade a ser beneficiada será o Conjunto Esperança, no Complexo da Maré. Um micro-ônibus e uma van, com cerca de 50 pessoas, vão percorrer um roteiro que começa pela Pequena África, Valongo, Pedra do Sal e vai até o Boulevard Olímpico. As referências histórico-culturais de cada lugar visitado serão repassadas aos moradores por guias contratados pelo projeto. 

No domingo (19), 150 pessoas das comunidades de Jacarepaguá serão levadas à Cidade das Artes, onde farão uma visita guiada a uma exposição e uma apresentação da Orquestra Sinfônica Brasileira, em um concerto de Natal.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]