Secretaria de Obras e Infraestrutura realiza visita técnica em Teleférico do Alemão

Com o objetivo de verificar a atual situação das estações, a reabertura é uma das promessas da atual gestão do Governo
WhatsApp Image 2021-07-19 at 15.19.05

Foto: Reprodução/Internet

No final da manhã e início da tarde desta segunda-feira (19), o secretário Max Lemos, da Secretaria de Obras e Infraestrutura, e uma equipe da pasta, estiveram na estação do Teleférico de Bonsucesso, Adeus, Baiana e Alemão, na Zona Norte da cidade do Rio, para realizar uma vistoria técnica nos locais. De acordo com as informações, a pasta ainda realizará, nesta semana, outras vistorias nas restantes para identificar a atual situação em cada unidade de transporte. A visita também contou com a presença do secretário Thiago Pampolha, Secretário de Estado do Ambiente, grande articulador da iniciativa.

Em maio deste ano, o atual governador do estado do Rio Claudio Castro (PL) anunciou a pretensão de contratar uma nova empresa para o teleférico do Complexo do Alemão. Em junho, através de uma nota para a reportagem do Voz das Comunidades, o Núcleo de Mídia Alternativa e Comunitária, área de comunicação do Governo do Rio que cuida dos assuntos relacionados às comunidades cariocas, informou que o projeto de recuperação das estações de energia do Teleférico do Alemão havia sido concluído.

O retorno das atividades do Teleférico do Alemão tem sido uma promessa constante na atual gestão do Governo do Rio de Janeiro.
Foto: Reprodução/Internet

Na época, o Governo do Estado buscava tratativas com a Justiça e o Ministério Público para a licitação da contratação de uma nova concessionária que ficaria responsável pelos investimentos necessários para a retomada das operações.

Vale lembrar que o teleférico do Alemão está há 5 anos fechado (desde setembro de 2016). O meio de transporte, que locomovia cerca de 10 mil moradores por dia, completou 10 anos desde a sua inauguração em 7 de julho de 2011. Para a sua construção, cerca de 100 famílias tiveram que ser realocadas. Para a conclusão das obras que possibilitaram o circuito, a Secretaria de Estado de Transportes investiu R$253 milhões. Com 152 gôndolas, os passageiros dividiam-se em até dez pessoas, oito sentadas e dois em pé. Moradores do Alemão podiam usar o transporte sem custo por todo o percurso, que tem o total de 3,5 km de extensão.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]