Taça das Favelas Free Fire anuncia retorno em formato maior; Saiba como participar

Criado e promovido pela Favela Esporte, empresa do grupo Favela Holding, em parceria com a CUFA, as inscrições são limitadas

Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução

A Taça das Favelas Free Fire anuncia seu retorno com uma temporada ainda maior. Baseado no popular jogo para celulares, a edição 2021 do campeonato criado e promovido pela Favela Esporte, empresa do grupo Favela Holding, em parceria com a CUFA (Central Única das Favelas), prevê um volume de inscrições de mais de 200 mil jogadores e contará com 1296 seleções de favelas de todos os estados do Brasil. Nesta segunda edição, a premiação total será superior a R$100 mil, além de um bootcamp com a Loud para o time vencedor.

O campeonato agora conta com o Banco Itaú como patrocinador oficial, que viabiliza diversas ações para promover o torneio e dará suporte aos times envolvidos, incluindo distribuição de chips de conexão de internet para todas as equipes que avançarem para as etapas estaduais. Esta iniciativa faz parte de um projeto de inclusão digital, que virá acompanhado por conteúdos sobre educação financeira e empreendedorismo no mundo dos games através de um bot de whatsapp. 

“A Taça das Favelas foi um enorme sucesso na sua primeira edição de Free Fire. Agora temos novos parceiros, que nos ajudarão a fazer um campeonato ainda melhor”, comentou Marcus Vinícius Athayde, idealizador e diretor da Taça das Favelas Free Fire.

 
Esta  parceria do Itaú com a CUFA, Loud e a Taça das Favelas é parte da campanha #IssoMudaOGame.
Foto: Reprodução/Acervo Pessoal

Sobre o torneio

A coprodução da Taça das Favelas Free Fire este ano fica a cargo da empresa LNK Gaming e as etapas decisivas do torneio, assim como o showmatch com a LOUD, serão transmitidas ao vivo nos canais oficiais da Taça das Favelas Free Fire e nos canais oficiais da Garena, parceira do projeto.

“Mais uma vez, vamos fazer história. Com tantos parceiros grandes e de credibilidade, esta edição da Taça das Favelas Free Fire tem tudo para ser gigante. Fazer coisas grandiosas e históricas já é praxe da Taça das Favelas, seja no campo ou no eletrônico”, celebrou Celso Athayde, idealizador da Taça das Favelas e CEO da Favela Holding.

O movimento das parcerias que busca promover a transformação e impacto social por meio dos eSports.
Foto: Reprodução

Inscrições

As inscrições já estão abertas no site oficial do evento e as lideranças de favela que queiram participar poderão manifestar interesse através de um formulário, onde posteriormente poderão ser selecionadas pelas CUFAs para habilitar a inscrição de jogadores que desejam fazer parte do campeonato. A competição então seguirá para um formato estadual, onde as favelas vencedoras avançam para a etapa nacional. As inscrições de jogadores poderão ser feitas a partir do dia 29 de setembro e encerram no dia 13 de outubro.

Uma das grandes novidades desta edição da Taça das Favelas Free Fire é a de que os segundos colocados de cada região terão uma nova chance de avançar em uma fase de repescagem, até formarem os 36 times que seguem para a etapa nacional. A final do campeonato está programada para acontecer no dia 4 de dezembro.