Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Voz das Comunidades e Blume Alimentos se unem em ação que doa pães aos moradores do Alemão

Com o objetivo de auxiliar famílias, a equipe da ONG realiza a distribuição duas vezes por semana
Selma Souza / Voz das Comunidades

Foto: Selma Souza / Voz das Comunidades

Desde que iniciou a pandemia, o Voz das Comunidades segue na contramão da desigualdade social. A ONG realiza doações de alimentos, produtos de higiene e limpeza, refeição e, agora, ganhou mais um parceiro para as ações: a Blume Alimentos.

A empresa assumiu, juntamente com o Voz, a responsabilidade de fornecer pães toda quarta-feira e sábado, reforçando a alimentação de aproximadamente 3.670 famílias no Complexo do Alemão. O objetivo da ação é apoiar moradores da região no enfrentamento da pandemia, momento em que milhares de pessoas perderam seus empregos.

Moradores recebendo os pães pela equipe de responsabilidade social do Voz
Foto: Selma Souza / Voz das Comunidades

A panificadora doa em média de 250 a 700 pães por semana, que são distribuídos em várias localidades do Alemão. A padaria fica na Rua Nair, 95, Olaria, Zona Norte do Rio de Janeiro, e é responsável pela entrega no jornal. A equipe de produção do Voz é quem está à frente da iniciativa, que ocorre a partir de um mapeamento, feito pela ONG, de famílias em situação de vulnerabilidade. 

Os moradores também receberam máscaras com instruções e informações a respeito da importância da utilização
Foto: Selma Souza / Voz das Comunidades

A ONG Voz das Comunidades, no cumprimento de sua missão de promover ações sociais que contribuam para o fortalecimento das redes de solidariedade nesse momento tão difícil, reforça a importância dessas iniciativas dentro das favelas.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]