Complexo da Maré será palco de debate com candidatos a governador do Rio

complexodamare

O debate acontecerá na próxima terça-feira (18), às 19h, no Centro de Artes da Maré que fica localizado na Rua Bittencourt Sampaio nº 161.
A pergunta de abertura do debate será realizada pelo Fórum, logo após as perguntas serão feitas por midiativistas e representantes da saúde e da educação da Maré, e por fim acontecerá a abertura para perguntas do público.

A Maré é composta por 16 Comunidades e tem em torno de 140 mil habitantes. Os moradores sempre foram reconhecidos por lutarem pelos seus direitos, e seus trabalhos já renderam conquistas de expressão para o Complexo, como: 45 equipamentos educativos, 7 unidades de saúde, 2 postos de atendimento do DETRAN, uma Vila Olímpica e uma Lona Cultural.

O Fórum ‘Basta de violência! Outra Maré é possível’ nasceu ano passado com a proposta de focar na segurança pública dos moradores do Complexo da Maré. Tem como papel principal elaborar ações mobilizadoras que garantam o direito de segurança do morador, e sempre estão cobrando dos órgãos responsáveis esse direito que é do povo.

Com isso, o Fórum, que é composto por moradores, instituições públicas e organizações da sociedade civil, resolveu convidar todos os candidatos a Governador do Rio de Janeiro para um debate no Complexo da Maré. O debate será focado em segurança pública tendo em vista que essa é a proposta do Fórum, mas os candidatos ficarão à vontade para discutir e construir qualquer tipo de proposta.
Evento aberto ao público.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]