Torneio de futebol acontecerá na Vila Kennedy com premiação de 5 mil para o campeão

vuila kennedy

Um torneio de futebol acontecerá na Vila Kennedy do dia 5 de agosto a 23 de setembro

Os jogos serão organizados pelo Instituto Angeluz, em parceria com o Campo da Vila e a Brazaville Produções e o time campeão receberá um prêmio de 5 mil reais. Chamada de Copa Angelus, o torneio espera receber cerca de 145 atletas e 40 pessoas ligadas a comissão técnica e tem como objetivo resgatar os campeonatos na comunidade.

O vice-presidente do Instituto Angeluz, Leandro Marques, diz que a ideia do campeonato surgiu a partir do momento que viu que os tradicionais torneios de futebol da área estavam cada vez mais raros por falta de incentivo, o que gerou desânimo em toda região.

“Nós, do Instituto Angeluz, vimos um meio de buscar esse resgate do futebol no território. Também queremos uma ajuda para o Campo da Vila, que é o principal campo da região. Assim podemos fazer com que a competição resgate os valores do esporte, que o campo da Vila volte a ser um ponto de encontro e contato entre família aos domingos e que seja uma forma de fomentar o comércio do bairro a beira do campo”. Revela o vice-presidente.

Outra finalidade do torneio é ajudar a escolinha de futebol localizada na Vila Kennedy, que de acordo com Leandro, é um dos poucos projetos de expressão na região. Para isso, a competição modelo contará com 19 jogos divididos em 7 domingos. Podem se inscrever times com até 18 atletas e 5 competem da comissão técnica. As inscrições são feitas somente pela página do Facebook do Instituto Angeluz.

“Esse torneio é amador, então estamos abrindo para equipes que tenham jogadores a partir dos 17 anos, mas pensamos em um próximo voltado somente para jovens com faixa ateria menor”, afirma Leandro.  

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]