Cerveja pode retardar o envelhecimento, aponta pesquisa

Circula nas redes sociais a foto de uma suposta reportagem dizendo que a cerveja pode retardar o envelhecimento. A matéria é real e a informação é verdadeira. De acordo com

Cerveja pode retardar o envelhecimento, aponta pesquisa

Circula nas redes sociais a foto de uma suposta reportagem dizendo que a cerveja pode retardar o envelhecimento. A matéria é real e a informação é verdadeira. De acordo com uma pesquisa feita por cientistas da Universidade de Tel Aviv (TAU), em Israel, que compara cerveja e café. Os pesquisadores analisaram os sinais moleculares do envelhecimento, e descobriram que a cerveja e o café estão em desacordo em termos de longevidade celular. A pesquisa sugere que a levedura da cerveja pode prevenir o envelhecimento das células.

Os estudiosos se basearam no DNA de leveduras expostas à bebida. Cada vez que as células do nosso corpo se dividem, elas fazem cópias das pontas dos cromossomos, que são os chamados telômeros, sequências de DNA. A cada divisão, essas estruturas vão ficando cada vez mais curtas, o que acarreta o envelhecimento celular. Segundo os pesquisadores, a cerveja é capaz de desacelerar esse processo de “encurtamento”, retardando o envelhecimento.

A equipe, liderada por Martin Kupiec, professor de microbiologia molecular e biotecnologia da TAU, usou células de levedura para explorar como diferentes fatores ambientais podem afetar o nosso DNA. O estudo foi publicado na PLoS Genetics.

É importante ressaltar que o estudo mostrou que a levedura presente na cerveja pode retardar o envelhecimento. Especialistas seguem alertando para os malefícios do consumo excessivo de álcool. O consumo excessivo da substância é responsável por uma série de problemas de saúde, como cânceres do sistema digestivo e cirrose.