É MENTIRA que Lula quer acabar com o PIX caso seja reeleito

Está circulando nas redes sociais um suposto print do portal de notícias G1 noticiando que o ex-presidente Lula, caso seja reeleito, irá acabar com o PIX. A informação é FALSA.

Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução

Está circulando nas redes sociais um suposto print do portal de notícias G1 noticiando que o ex-presidente Lula, caso seja reeleito, irá acabar com o PIX. A informação é FALSA.

No site do G1 não há nenhuma matéria com este título e o jornalista, sinalizado como autor da notícia, nem existe. Talvez exista um Astolfo Mota por aí, mas não há nenhum na equipe de jornalismo do G1.

Em uma nota publicada em seu site, a equipe de Luiz Inácio da Silva se pronunciou. “Lula nunca suspenderia o PIX. Afinal, ele sempre apostou nas políticas de inclusão das pessoas mais pobres na economia no centro de seus esforços. O ex-presidente quer mais dinheiro circulando na mão — e na conta — de todo mundo, sobretudo dos mais pobres”, pontuou.

Devemos relembrar, aliás, que 2022 é ano de Eleições Presidenciais e que a onda de fake news aumenta. É necessário checar sempre qualquer print ou mensagem que chegue até você via redes sociais. Como? Joga no Google! Procure o que foi falado em fontes confiáveis, quantas vezes for preciso.

A transmissão de conteúdos falsos a respeito de qualquer assunto é extremamente grave. Tem muitas consequências e pode afetar a vida de alguém de diversas formas. Verifique as informações antes de compartilhar em grupos de família, amigos ou quaisquer outros.

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]