Informações falsas sobre tratamento da Covid-19 circula nas redes sociais e enganam pacientes

Um texto com recomendações supostamente enviadas por profissionais de saúde podem enganar a primeira vista. Não há erros de português, muito característico das fake news e revela, passo a passo,

Informações falsas sobre   tratamento da Covid-19 circula nas redes sociais e enganam pacientes

Um texto com recomendações supostamente enviadas por profissionais de saúde podem enganar a primeira vista. Não há erros de português, muito característico das fake news e revela, passo a passo, sobre como as pessoas devem se cuidar e o que tomar, após contrair o Covid-19. Mas não se enganem, a mensagem contém informações falsas.

Consultados sobre a mensagem, funcionários da clínica da família Zilda Arns, que atende toda a região do Complexo do Alemão disseram que as informações não procedem.

O site da Fiocruz também serviu de apoio para esclarecimento do texto. Em determinado ponto, mensagem diz que os pacientes devem usar o medicamento Azitromicina. “Tomar 1 por dia a partir do 3º dia para diminuir o contágio, diminuição dos sintomas e prevenir pneumonia”. Informações da Fiocruz revelam que o “Azitromicina é um antibiótico e, portanto, não ataca vírus. Os antibióticos são indicados apenas contra bactérias”. Ou seja, não é eficaz no combate ao Covid-19 e as pessoas não devem tomá-lo sem prescrição médica.

Em casos de dúvidas , os que estiverem com sintomas de coronavírus e tiverem dúvidas sobre como proceder, podem ligar para o disk saúde no número 136. O número é fornecido pelo Ministério da Saúde.