Barranco ameaça desabar e desespera moradores do Alemão

Screenshot_20181116-114450_Gallery

Um barranco próximo ao Teleférico das Palmeiras, no Complexo do Alemão, está tirando o sono de quem vive no local. Em dias de muita chuva, a área ameaça ceder e muitos denunciam mais uma tragédia anunciada.

De acordo com o morador Douglas Barbosa, o perigo não é novidade. “Esse problema é um pouco antigo. Há anos um deslizamento destruiu uma casa aqui perto. Já houve outros nas proximidades, porém sem grandes riscos.”

Em situações de chuva forte, sirenes são acionadas como forma de alerta e pontos de segurança foram criados. “Na última chuva ela não foi acionada e houve deslizamento, a gente fica atento quando toca, mas as vezes não vamos para os pontos de segurança pelo fato de acharmos que não há necessidade.” – confessa o jovem de 27 anos.

O eletricista conta também que no último dia 7 (quarta), parte do barro cedeu, causando desespero e que Bombeiros foram acionados e estão cientes da situação de risco.

“Todos ficam com receio de novos deslizamentos. Dessa vez, uma grande parte do barranco que fica bem embaixo da minha casa se soltou e desceu de forma desenfreada. Chegaram a chamar os bombeiros e os mesmos falaram para que naquela noite ninguém dormisse no local, pois ainda haveria risco de novos deslizamentos. Vendo de baixo é aterrorizante!”.

Segundo informações de quem vive no local, o barranco é bem antigo e aos poucos está se desfazendo, podendo atingir cerca de cinco casas e prejudicar diversas famílias.

“Precisamos de algum representante da defesa civil para um avaliação. É necessário uma obra de contenção por urgência, por que todos estamos com muito medo. E sim, é uma tragédia anunciada!”.

 

  • Até o fechamento da matéria a Defesa Civil não retornou o contato. Seguiremos acompanhando o caso.

 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]