Clarissa Garotinho visita Comunidade do Aço em Santa Cruz

Na localidade a candidata conversou com moradores e ouviu reclamações, além de criticar obras milionárias das olimpíadas
pasted image 0

Em visita à comunidade do Aço, em Santa Cruz, na manhã de ontem (02), a candidata do PROS à Prefeitura do Rio, Clarissa Garotinho, conversou com moradores  e ouviu muitas reclamações sobre o abandono da região. Clarissa afirmou que, em seu governo, as comunidades terão prioridade e lamentou que tanto dinheiro tenha sido gasto nas obras milionárias das Olimpíadas de 2016 sem melhorar a vida das pessoas.

“Aqui é o Rio de Janeiro da vida real, que muita gente, infelizmente, não conhece. De nada adianta a gente gastar muito dinheiro com a prefeitura fazendo Olimpíadas, fazendo um monte de obras que não serviu para melhorar a vida de ninguém, enquanto as pessoas continuam no abandono, sem asfalto, sem saneamento, sem absolutamente nada”, afirmou.

Para a candidata, é possível fazer um governo que dê atenção especial a quem mais necessita, investindo nas comunidades:

“Chegou a hora de a gente fazer um governo diferente no Rio de Janeiro. Um governo que priorize as comunidades, o povo, as pessoas que mais precisam. Um governo que traga projetos sociais, que traga o básico para dentro das comunidades. É isso que vou fazer como prefeita do Rio”, disse ela.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]