Biblioteca Parque do Alemão recebe vistoria para reabertura 

unnamed (1)

Comitiva da Superintendência da Leitura e Conhecimento visita Complexo do Alemão

De portas fechadas desde 2016, a Biblioteca Parque, localizada na estação Palmeiras do teleférico, no Complexo do Alemão, recebeu nesta terça-feira (15), a visita do William de Oliveira, Assistente da Superintendência de Leitura e Conhecimento, Johnny Alves, Gestor de Bem Imóvel e Antonio Carlos de Oliveira, coordenador de projetos e Curador do programa das Bibliotecas Parque, para uma vistoria técnica do local.

O encontro reuniu além dos representantes da Secretaria de Cultura, os presidentes das associações de moradores da Nova Brasília, Morro dos Mineiros, Matinha e da Pedra do Sapo, lideranças comunitárias, Coordenadores de projetos e moradores, para uma inspeção sobre as condições do espaço que hoje está ocupado pela polícia desde a saída da clínica da família, que também havia na localidade.

“Na verdade é o sonho do governo hoje e o mesmo sonho que tem todos os moradores, num tempo mais breve o possível restabelecer a biblioteca”, comenta William de Oliveira.

Em 2017, houve uma inspeção no local e alguns matérias foram retirados, restando poucos objetos e um pequeno acervo da biblioteca. O relatório será apresentado ao Secretário de Cultura Ruan Lira, que irá analisar as condições e necessidades para reabertura do espaço num tempo ágil, para que a comunidade do Alemão e adjacências voltem a ser beneficiados pelo projeto.

“Eu espero que essa visita técnica apresente algo que o nosso secretário possa de alguma forma, ao olhar , perceber e entender que há uma grande importância da volta da Cultura no Complexo do Alemão”, comenta William de Oliveira, Assistente da Superintendência de Leitura e Conhecimento.

Segundo informações oferecidas pela Secretaria Estadual de Cultura, as Bibliotecas Parque do Rio de Janeiro, são “espaços criados em áreas de risco para oferecer aos usuários acesso imediato e fácil a informação”

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]