Campanha arrecada Material Escolar para crianças do Alemão

PSX_20190112_102809

Meta é superar as doações do ano passado e colaborar com a formação de mais crianças

O G.A.S (Grupo Alemão Solidário) realiza diversas campanhas para ajudar a comunidade e neste começo de ano não está diferente. A campanha Volta às Aulas, que está na sua 10° edição, tem o objetivo ajudar 180 crianças, superando as 150 do ano anterior.

O plano é montar kits com os materiais básicos para que os alunos aproveitem da melhor maneira o ano letivo. Cada kit contém: Mochila, 3 cadernos universitários, régua e cola, uma caixa de lápis de cor, canetinhas, 1 estojo com 2 lápis, canetas, 2 apontadores e 2 borrachas.

O grupo, que possuiu uma equipe fixa composta por Mayse Freitas, Ana Laura Pazó, Ana Maria e Mariza Fátima acredita que a educação é algo que não pode ser tirado de ninguém e, por isso, considera muito importante incentivar a juventude da comunidade no retorno à escola.  

“Temos também voluntários que fazem parte de todas as campanhas, no sol ou na chuva, a Chelen Conrado, Roberta Souza, Mariluce Mariá, Vilma Ribeiro e minha neta Maria Rita ( Por causa dela tudo começou)” – Mayse, fundadora do G.A.S, conta que todas são moradoras do Alemão e que também conta com o apoio de diversos apoiadores.

“Temos apoiadores de fora da comunidade, como O Centro Espírita Guia Arthur em Vila Isabel, o Grupo Solidariedade, e mais de 80 padrinhos espalhados por todo o RJ e até fora do país! Alguns padrinhos e madrinhas são tão atuantes que viraram um Núcleo do GAS, pois pedem 20 crianças ou mais e se responsabilizam de conseguir padrinhos para todas. Eles mesmos recolhem e nos entregam, como uma corrente do bem”.

Os Kits serão entregues no dia 17 de fevereiro e para apadrinhar uma criança é necessário entrar em contato com o GAS, pelos telefones 98888-1452 (Mayse Freitas), ou 995472382 (Laura Pazó), até dia 15/02.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]